Autoridades homenageiam o patriarca da Independência no seu aniversário

A solenidade foi realizada em frente ao Pantheon, onde estão sepultados os restos mortais de José Bonifácio de Andrada e Silva

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201322h50

No aniversário de José Bonifácio de Andrada e Silva, autoridades civis e militares — Marinha, Exército e Aeronáutica — celebraram a memória do patriarca da Independência, em solenidade, no Pantheon dos Andradas, no Centro. O ato solene foi realizado, ontem pela manhã, na Praça Barão do Rio Branco, dentro da 9a Semana do Patriarca da Independência. O hino nacional foi executado pela banda do 2º Batalhão de Infantaria Leve.

A semana comemorativa, em memória do Herói da Pátria, foi constituída lei municipal em 1999 e desde então é celebrada pela Prefeitura de Santos, cidade onde nasceu José Bonifácio. Entre os presentes o prefeito, João Paulo Tavares Papa, o presidente da Câmara, Marcus de Rosis; o vereador José Lascane; capitão-de-mar-e-guerra, Marcos Nunes de Miranda; presidente do movimento pró-memória José Bonifácio de Andrada e Silva do Rotary Clube, Arlindo Salgueiro; alunos da escola municipal Mário de Almeida Alcântara e secretários municipais.

“É uma honra, um privilégio, para um professor que milita na área há 38 anos ser autor desta propositura”, declarou José Lascane que elaborou o projeto de lei que institui a Semana do Patriarca da Independência, atendendo a pedidos dos empresários Francisco Diniz e Arlindo Salgueiro.

Salgueiro, em sua explanação, anunciou a parceria do Rotary Clube José Bonifácio com a Secretaria Municipal de Cultura para fins de manutenção, decoração e vigilância do Pantheon onde estão sepultados os restos mortais dos irmãos Andrada. Salgueiro falou ainda que “falta um civismo introjetado pela pátria e o pantheon é o altar cívico da pátria”.

Em seu discurso o prefeito Papa declarou “nós temos uma dívida com o resgate da memória e da obra de José Bonifácio e estamos aos poucos fazendo esse resgate”.

Estudantes apresentaram um jograu falando de José Bonifácio e proferindo algumas de suas frases. Este ano, a solenidade não contou com a presença do governador José Serra, como ocorreu em anos anteriores com as participações do ex-governadores Cláudio Lembo e Gerado Alckmin. Lembo chegou a despachar em Santos no dia 13 de junho.

Papa fez questão de ressaltar que “a ausência do governador José Serra não diminui em nada a importância dessa homenagem ao patriarca da Independência”. O prefeito Papa encerrou as homenagens depositando coroas de flores no interior do Patheon para os irmãos Andrada.

Quem foi José Bonifácio?

Nascido em Santos, no dia 13 de junho de 1763, José Bonifácio é uma das figuras mais ilustres da história do Brasil, sendo um dos maiores articuladores políticos do império e da independência do país, proclamada em 7 de setembro de 1822. Ele foi chefe do Ministério de Dom Pedro I. Para historiados internacionais, José Bonifácio é considerado um dos libertadores da América.

Entre os títulos atribuídos a José Bonifácio, que faleceu em Niterói, Rio de Janeiro, em 1938, figuram o de Consolidador da Independência, Unificador da Pátria, Pai da Marinha de Guerra do Brasil e Libertador da América Portuguesa.