Prefeitura de Cubatão diz que ex-prefeita e vereador responderão por fake news

Autores de fake news sobre coronavírus são denunciados à polícia

Comentar
Compartilhar
29 MAI 2020Por Da Reportagem16h00
Ao explicar por que os denunciou na polícia, o prefeito Ademário Oliveira disse que ambos cometeram o crime de causar pânico à populaçãoFoto: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE CUBATÃO

Por terem divulgado e compartilhado notícias falsas (fake news) a respeito de medidas oficiais de combate à epidemia do coronavírus em Cubatão, o vereador Antônio Vieira da Silva (Toninho Vieira) e a ex-prefeita Márcia Rosa de Mendonça e Silva responderão a inquérito policial. A informação foi publicada no portal da Prefeitura de Cubatão nesta quinta-feira (28).

O prefeito Ademário Oliveira registrou boletim de ocorrência porque o vereador postou, em uma rede social, notícia,  (posteriormente compartilhada pela ex-prefeita), negando que tenha sido aumentado, de 10 para 20, o número de leitos de UTI no Hospital Municipal voltados exclusivamente para pacientes de covid-19.

A Fundação São Francisco Xavier, que administra o hospital, confirmou a ampliação no número de leitos. Segundo o diretor da entidade, Ronaldo Rafael de Oliveira, os 20 leitos têm todas as condições de atender os pacientes de coronavírus.

Em abril, todo o sexto andar do hospital foi adaptado para atender pacientes de covid-19, tendo, na ocasião, recebido 10 leitos de UTI. Agora, a capacidade da unidade foi duplicada, e quando isso foi anunciado, o vereador, em rede social, divulgou que a informação não era verdadeira. Tal manifestação foi compartilhada pela ex-prefeita.

Ao explicar por que os denunciou na polícia, o prefeito Ademário Oliveira disse que ambos cometeram o crime de causar pânico à população, num momento muito grave, em que todos estão preocupados com uma pandemia de consequências imprevisíveis.

Estrutura – Além da unidade especial para pacientes com coronavírus, o Hospital Municipal mantém a estrutura original para assistência a outros casos. Há 10 leitos (sete do SUS e três de convênios) de UTI para atendimento geral e 10 para neonatal. Há, ainda, 75 leitos de enfermaria para assistência pelo SUS e 50 para convênios.