Bom Prato abrirá dia 18 no centro de Cubatão

Comentar
Compartilhar
02 DEZ 2019Por Da Reportagem10h12
A nova unidade do restaurante Bom Prato deverá abrir as portas durante a segunda quinzena de dezembro em CubatãoFoto: MARCUS CABALEIRO / PREFEITURA MUNICIPAL DE CUBATÃO

Um prédio público do Centro de Cubatão que estava abandonado há mais de 10 anos passará a abrigar uma unidade do restaurante Bom Prato. O imóvel foi totalmente reformado e adaptado nos últimos meses pela Prefeitura e, a partir do dia 18 de dezembro, atenderá a trabalhadores e pessoas carentes, com refeições a preços populares.

O prédio fica na Rua Cidade do Pinhal, s/nº. No sábado (30), foi servido um almoço para os trabalhadores da obra, o qual serviu como teste para o sistema de funcionamento. Amanhã (3), a secretária de Desenvolvimento Social do Estado, Célia Parnes, fez uma visita técnica. O Governo do Estado é o idealizador do sistema dos restaurantes Bom Prato, que implanta em parceria com as prefeituras.

"Com a adaptação do prédio da antiga cozinha da comunidade, estamos extinguindo mais um elefante branco em nossa cidade e dando ao imóvel uma utilidade social", disse Ademário Oliveira.

Durante a visita técnica, o prefeito estava acompanhado dos secretários municipais Benaldo Melo (Obras), Sebastião Ribeiro do Nascimento (Zumbi), de Assistência Social e Gilvan Guimarães (Manutenção Urbana e Serviços Públicos).

RECONSTRUÇÃO.

O prédio da antiga cozinha da comunidade foi reformado pela Construtora Allan Eirelli Ltda, contratada pela Prefeitura, por R$ 1,1 milhão, mediante concorrência pública.

Todo o telhado foi refeito. As telhas foram trocadas e a estrutura de sustentação, que era de madeira e estava deteriorada, foi substituída por suportes de aço. A forração, também de madeira, foi trocada por uma forração de PVC.

Paredes foram derrubadas para ampliar o refeitório e a antiga cozinha recebeu novos espaços para fogões industriais, frigorífico e despensa. Durante a última semana de novembro, os trabalhadores instalaram a coifa, de uma tonelada.

Os serviços estavam concentrados, também, no terreno livre, ao lado do restaurante, que abrigará um espaço de lazer e intervenção cultural. "Esse espaço fará com que o Bom Prato tenha uma função mais abrangente, ampliando seu uso pela população", explicou o secretário de Assistência Social Sebastião Ribeiro do Nascimento (Zumbi).

No Bom Prato serão fornecidos diariamente 1.200 almoços, ao preço unitário de R$ 1, e 300 cafés da manhã (R$ 0,50 cada), sendo que crianças de até 6 anos de idade não pagam.