X
Cubatão

Bairros de Cubatão estão em estado de observação devido às fortes chuvas

Segundo a Comdec, a Defesa Civil orientou aos moradores a não permanecerem em suas residências

Bairros de Cubatão estão em estado de observação devido às fortes chuvas / Reprodução/ Cubatão Mil Grau

Os bairros Pilões, Água Fria e Vila Noel, em Cubatão, estão em estado de observação devido às fortes chuvas que ocorrem desde a noite desta segunda-feira (6). A Defesa Civil de Cubatão realizou vistoria e recomendou que os moradores deixem suas casas até que haja escoamento.

De acordo com a Comdec, vários pontos de alagamentos foram registrados na área urbana do município. E ainda há previsão de chuva moderada a forte de longa duração. Os bairros Pilões, Água Fria e Vila Noel são os mais atingidos pela chuva na Cidade e entraram em estado de observação na manhã desta terça-feira (7).  

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado

Pela manhã, moradores publicaram nas redes sociais um vídeo em que mostra o alarme de atenção à alagamentos na região. Veja as imagens:

 

 

Em um dos vídeos publicados, é possível ouvir uma sirene ecoando pelas ruas. Segundo a Comdec, o sistema de toque existente no bairro não pertence à municipalidade e foi criada pela própria comunidade dos Pilões. Trata-se de uma manilha em que foram instaladas bóias. O mecanismo emite som de alerta quando a água chega a um metro do nível do rio e quando a água passar de 2 metros. Neste último caso, a sirene serve para avisar os moradores a deixarem suas casas. A sirene funciona desde 2014.

A Defesa Civil de Cubatão realizou vistoria e recomendou que os moradores deixem suas casas até que haja escoamento total da água. Conforme nota divulgada na tarde desta terça-feira, não há desabrigados e nem desalojados nos Pilões, porém alguns moradores aguardaram o escoamento das águas na Sede de Melhoramentos.

A orientação é para que essas famílias não permaneçam em suas moradias até que haja o esvaziamento total das áreas inundadas. “A Comdec registrou em 24 horas o acumulado de chuva de 99,2 no Posto Portão 40 referente à área de encosta habitada; e acumulado de 114,8 milímetros no Posto Casa 8 na área de encosta industrial”, informou Cristina Candido, coordenadora da Defesa Civil na cidade.

Na última sexta-feira (3), técnicos da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) de Cubatão se uniram para conscientizar a população sobre o período de chuvas e os riscos naturais na encosta (deslizamentos, escorregamentos, alagamentos e enchentes) do bairro Mantiqueira. A atividade integra o Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC) que realiza monitoramento das chuvas e vistoria em campo.

Há tempos, os bairros de Cubatão têm sofrido com as enchentes. Em fevereiro de 2019, o bairro Pilões ficou debaixo d'água e dezenas de moradores registraram perdas de mobília e outros itens. Já em março de 2020, a população realizou protestos reivindicando melhorias nas vias e no pavimento do bairro para evitar alagamentos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Caso de mulher detida após xingar Bolsonaro será investigado em inquérito, decide Justiça

A decisão acata pedido do Ministério Público Federal (MPF), que apura suposta abordagem indevida e abusiva dos policiais rodoviários federais e policiais federais

Eleições 2022

Após Moro dizer que Lula 'arregou', PT afirma que não dará holofotes a ex-juiz

Em postagem no Twitter, Moro disse que Lula "arregou" ao pedir para o partido desistir por ter "medo das verdades incômodas que iriam surgir"

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software