GOVERNO SAUDE

Aluno vai representar a região na Colômbia

Selecionado, jovem de escola pública faz vaquinha para conseguir embarcar.

Comentar
Compartilhar
23 DEZ 2019Por Thaigo Costa08h17
Guilherme foi escolhido para projeto de formação de lideranças.Foto: ARQUIVO PESSOAL

Guilherme David, de 20 anos, representará a Baixada Santista, em 2020, em um projeto de formação e capacitação de lideranças da América Latina, na Colômbia.

O projeto chamado Latin American Leadership Academy (LALA), que em português quer dizer Academia de Liderança da América Latina, é um programa que seleciona jovens líderes por toda a América Latina, e oferece uma experiência internacional, tanto geográfica quanto humana.

O estudante de Cubatão tornou-se motivo de orgulho para familiares e amigos já em 2018, enquanto estudava no Instituto Federal no Jd. Casqueiro (IFSP), e ficou entre os 60 alunos, de todo o mundo, selecionados para o programa de verão 'LaunchX', do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos.

Para o jovem, que sempre estudou em escolas públicas, tais feitos não são apenas conquistas pessoais, mas sim um caminho a ser percorrido e visto como exemplo de superação e uma forma de incentivo para os jovens que não tem acesso a escolas particulares.

"Eu vi na prática as consequências de uma educação sem qualidade. Em toda minha trajetória eu fui privilegiado de muitas maneiras, por isso o meu maior sonho é expandir uma educação mais holística no Brasil, em que as pessoas consigam desenvolver as próprias habilidades, individualmente".

Por não ser bom em futebol, único esporte praticado nas aulas de educação física na escola municipal "Usina Henry Borden", onde estudou durante a infância e adolescência, Guilherme diz que sempre era colocado "no banco de reservas". Para aproveitar o tempo livre, lia livros. Com isso começou a se aproximar de seu professor de educação física e "discutir sobre assuntos complexos".

Até que o docente doou livros que seriam jogados no lixo para Guilherme e ele se apaixonou por Química. Empolgado, estudou toda a matéria do ensino médio em menos de um ano, enquanto ainda cursava o ensino fundamental.

Na época, por ter resultados expressivos em Olimpíadas Científicas, tanto regionais quanto estaduais e nacionais, o jovem foi procurado por um representante de uma escola particular renomada da Baixada Santista, mas a história não saiu como ele previa.

"Eles me concederam uma bolsa de estudos e eu fui lá conhecer o colégio. Mas, na volta pra casa, o ônibus em que eu estava foi assaltado. Passei por uma experiência traumática. Fiquei dias refletindo e decidi rejeitar a oferta para continuar na escola pública e promover uma série de mudanças por lá", explica.

O assalto o fez refletir sobre a "condição compartilhada nas comunidades à sua volta", e o inspirou a criar um curso avançado de física, gratuito, para alunos do ensino público.

Assim nasceu o "Preparatório Avançado de Física", ofertado para dezenas de alunos que, assim como ele, sonhavam em ser aceitos em universidades, mas não tinham acesso às melhores condições escolares.

"Ao ver a mudança acontecendo em nível local decidi dar um novo passo e fundei o 'Orgulho Federal', uma organização estudantil que dá visibilidade a estudantes de institutos federais de todo o Brasil".

Em 2017, o jovem talento ganhou a primeira colocação na Olimpíada de Física das Escolas Públicas e na Olimpíada Brasileira de Astronomia. Em 2018 participou do MIT e em 2019 foi escolhido para o LALA.

Mas, para embarcar nesta jornada de conhecimento fora do país, Guilherme precisa conseguir juntar o dinheiro necessário para a viagem.

"Ganhei uma bolsa de 50%, mas não tenho condições de arcar com o restante, aproximadamente R$ 10 mil. Por isso estou fazendo uma arrecadação virtual".

Quem quiser ajudar o jovem promissor pode acessar o site 'vakinha online' (bit.ly/guilhermenolala) e doar a quantia que quiser. Ou ainda, comprar o livro "O Guia Definitivo Para Entender Física", escrito por Guilherme, através do link link (bit.ly/entenderfisica).

O programa internacional vai reunir, além de Guilherme, outros 30 jovens latinos envolvidos com liderança comunitária.