Zoonoses de São Vicente tem 25 animais para adoção entre cães e gatos

Número de animais abandonados cresce no final do ano

Comentar
Compartilhar
11 DEZ 2018Por Da Reportagem20h20
Ao ser adotado, o novo dono deve assinar o termo de adoção responsávelAo ser adotado, o novo dono deve assinar o termo de adoção responsávelFoto: Divulgação/PMSV

O Departamento de Controle de Zoonoses (Dezon) de São Vicente inicia a semana com 23 gatos para adoção, sendo três adultos e 20 filhotes. Dois cachorros adultos também esperam um novo lar. Nesta época do ano, a prática de abandono tem tendência a aumentar na Cidade.

Para ajudar a minimizar esta realidade, os interessados em levar um companheiro para casa devem ir ao departamento, que fica na Rua Catalão, 530, na Vila Voturuá, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas, e apresentar RG e comprovante de residência.

“No período de férias, as pessoas viajam com família e abandonam os animais. Ainda não temos o levantamento deste ano, mas já sentimos que o número está só aumentando”, lamenta Kleber Souza Costa, chefe de departamento de Controle Zoonoses. Segundo o profissional, só no mês de dezembro do ano passado, o numero de animais abandonados cresceu em 30%.

Ao ser adotado, o novo dono deve assinar o termo de adoção responsável, garantindo que o animal não volte às ruas. Além disso, o cachorro ou o gato passa por uma consulta veterinária gratuita e recebe o vale castração.

Medidas

O abandono é uma forma de mau-trato. Em São Vicente, a testemunha pode denunciar pessoalmente na Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público (Rua Jacob Emmerich, 1367 – Parque Bitaru).