Zona intermediária concentra maior investimento imobiliário em Santos

Os bairros da zona intermediária estão atraindo a atenção de construtoras de empreendimentos residenciais de grande porte.

Comentar
Compartilhar
13 FEV 201319h59

Os bairros da zona intermediária estão atraindo a atenção de construtoras de empreendimentos residenciais de grande porte. Dos 18 edifícios com mais de 10 pavimentos para os quais foi solicitado pedido de aprovação na prefeitura, desde julho de 2011, quando foi criado o novo Plano Diretor, oito estão no Macuco, Campo Grande e Encruzilhada.

Os demais estão divididos entre orla, zona noroeste e morros. A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Edificações analisando o projeto arquitetônico de nove deles. Seis já tiveram o projeto aprovado e estão em análise para o início das obras. Outros três já tiveram a licença aprovada.

O aumento da procura por estes bairros, de acordo com empresários do setor, faz a cidade se desenvolver como um todo. “Hoje percebe-se que Santos é uma cidade de distâncias curtas e plana, com facilidade de transporte, e que se desenvolve integralmente.

Por isso há maior procura por residências nestes terrenos, que possuem preços mais acessíveis e ganham nova valorização”, afirma Luiz Antonio Paiva dos Reis, presidente da Assecob (Associação dos Empresários da Construção Civil da Baixada Santista).

O Campo Grande é um dos bairros que está atraindo a atenção de construtoras de empreendimentos residenciais de grande porte  (Foto: Divulgação)