Voltam as aulas e as filas duplas nas ruas das escolas

Para a melhor fluidez no trânsito, a CET-Santos promove as campanhas Travessia Escolar e Volta às Aulas junto às escolas públicas e particulares

Comentar
Compartilhar
10 JAN 201320h03

O trânsito na cidade de Santos tem um fluxo cada vez maior de veículos. Com a volta às aulas, as ruas das escolas ficam congestionadas. É comum nos horários de entradas e saídas de alunos, verificar carros estacionados em locais proibidos ou em fila dupla para embarcar e desembarcar as crianças, o que causa transtorno tanto para quem trafega por essas vias, quanto para quem reside nas imediações das unidades de ensino. Nas ruas das escolas particulares, o trânsito fica ainda mais caótico nesses horários.

A rede pública de ensino já iniciou as aulas no final de julho, mas as escolas particulares iniciam o segundo semestre do ano letivo nesta segunda-feira (1º de agosto).

Segundo informou a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos “sempre no início do ano letivo e após as férias de julho, desenvolvemos trabalho educativo aos pais e alunos de diversas escolas particulares e públicas, notadamente naquelas onde há maior movimentação de veículos. Trata-se da Campanha Volta às Aulas. Nesse ano, a CET-Santos encaminhou folhetos de orientação às seguintes escolas: Jean Piaget, Liceu São Paulo, Liceu Santista e Marza”.

A CET-Santos implementa a campanha nas escolas localizadas nos corredores de maior fluxo de veículos. “A CET-Santos mobiliza a quase totalidade do seu efetivo operacional no Programa de Travessia Escolar, que atende a 20 unidades de ensino municipais nos horários de entrada e saída dos estudantes, de manhã e à tarde”, esclareceu a companhia em nota.

A CET esclareceu ainda que algumas escolas particulares tomaram providências para minimizar os problemas causados pelo excesso de veículos nas entradas e saídas de alunos. “Algumas escolas se adaptaram e dispuseram de espaços internos para acomodar os veículos que embarcam ou desembarcam os estudantes, de forma a não prejudicar o trânsito.

Tem escolas que vêm facilitando a vida dos pais, não estipulando um único horário para entrada ou saída, mas um período; a entrada e a saída são feitas em diferentes horários, dependendo do ano letivo em que o estudante cursa. Há outras que disponibiliza um funcionário para ficar na porta da escola e agilizar o embarque e desembarque dos alunos”.

Porém, a CET-Santos alerta que os motoristas devem ter bom senso e evitar estacionar em locais proibidos ou em fila dupla. “Lembrando que a dificuldade de encontrar vagas não é pretexto para que motoristas estacionem seus veículos em locais proibidos. Lembramos que os pais que param em fula dupla, impedindo a movimentação de outros veículos, acabam por dar um péssimo exemplo de falta de cidadania e urbanidade”.