Vítimas de desabamento na Cinelândia são homenageadas em missa

Para homenagear as vítimas, uma missa foi realizada de manhã na Igreja São José, no centro do Rio de Janeiro.

Comentar
Compartilhar
25 JAN 201315h30

O desabamento de três edifícios na Avenida 13 de maio, na Cinelândia, no Rio, que matou 17 pessoas e deixou cinco desaparecidas, completa um ano nesta sexta-feira (25). Até agora, ninguém foi indenizado e a investigação ainda não foi concluída. Para homenagear as vítimas, uma missa foi realizada de manhã na Igreja São José, no centro da cidade.

"A única informação de indenização que a gente tem é que na Procuradoria Geral de Direitos Humanos houve uma conversa com a família de algumas vítimas de que a prefeitura queria fazer um acordo, mas isso foi uma informação que recebemos e tentaremos ver no papel”, esclareceu o presidente da Associação das Vítimas da Treze de Maio, Antonio Jorge Molinaro.

Parentes de vítimas estavam no local, ainda indignados com a demora para ser concluída a investigação. Conforme Antonio Jorge, os membros da associação vão continuar insistindo até que sejam achados os corpos das cinco vítimas e dada uma resposta às famílias.

“Foi um ano muito pesado. Se a minha dor já é gigante, imagine a dor de uma pessoa que não pôde entregar o seu próprio parente”, lamentou Samara da Serra Mussi, filha de Omar Mussi.

O nome de todas as vítimas foi lido antes da missa. (Foto: ABr)