X

OSASCO

Vídeo: rapaz enfrenta córrego para não perder 1º emprego formal e morre; vídeo

Na gravação uma moradora do local alertava para o perigo de o jovem passar pelo córrego

Joe Silva

Publicado em 08/02/2023 às 16:47

Atualizado em 08/02/2023 às 17:05

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

No vídeo, o jovem estava indo para casa para tomar banho e depois ir trabalhar / Reprodução/g1

O homem de 24 anos que morreu após ser arrastado pela água da chuva em Osasco nesta terça-feira (7) só decidiu se arriscar no alagamento para evitar de perder um dia de trabalho em seu primeiro emprego com carteira assinada.

O corpo do jovem foi encontrado por parentes na manhã desta quarta-feira (8), segundo informações do portal g1.

O rapaz foi flagrado em um vídeo momentos antes de perder a vida. Nas imagens, a voz de uma moradora alerta para o perigo de o jovem tentar atravessar o local. Assista:

 

"Aquele moço que está ali, ele quer atravessar, eu já falei para ele não passar. Entendeu? Não passar, estou gritando para ele não passar. Se ele vir, a água leva ele", diz a mulher no vídeo.

Ao jornal citado, um morador do bairro disse que tentou resgatar Fabrício, mas não chegou a tempo. 

"Saí correndo, mergulhando, nadando, mas infelizmente a gente não conseguiu. Se eu tivesse chegado um minuto e meio antes, teria salvado a vida dele".

Segundo informações, no momento do vídeo o rapaz voltava do banco, onde havia ido para sacar dinheiro e depois voltaria para casa para tomar banho e ir trabalhar. A força da água o teria arrastado para um corrego, pouco tempo depois da cena mostrada no vídeo.

Por volta das 6h30 desta quarta, o corpo do jovem foi localizado no córrego e colocado na calçada. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Homem que fazia 'delivery' de maconha é preso em flagrante em Mongaguá

'Disque Droga' funcionava no bairro Itaguaí e funcionava com divulgação nas redes sociais

Diário Mais

Siga 8 passos para tratar a piscina para evitar casos de dengue

Prática saudável da natação pode ser comprometida se medidas adequadas não forem adotadas para prevenir a proliferação do aedes aegypti

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter