Vicentino de nascimento, ministro da Educação participa de entrega de escola no Japuí

EMEIEF Nilton Ribeiro homenageia pai do representante do Governo Federal, Milton Ribeiro

Comentar
Compartilhar
13 AGO 2020Por Da Reportagem17h38
Unidade foi entregue com a ilustre presença do ministro da Educação, Milton Ribeiro, filho do patrono da escolaFoto: Divulgação/PMSV

Os moradores do bairro Japuí ganharam na manhã desta quinta-feira (13) a mais nova escola da rede municipal de ensino, a EMEIEF Nilton Ribeiro. Voltada às crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I (1º a 5º ano), a unidade foi entregue com a ilustre presença do ministro da Educação, Milton Ribeiro, filho do patrono da escola.

“Eu sou vicentino. Eu sou calunga. Nasci no Hospital São José. Estudei no Grupão e no colégio Martim Afonso. Estou honrado de voltar a minha cidade”, afirmou o representante do Governo Federal, recordando que quando criança frequentava com seu pai a sede náutica do Clube de Regatas Tumiaru, no mesmo bairro onde fica a escola que homenageia seu progenitor.

“Vínhamos a pé pela Ponte Pênsil e retornávamos para casa também a pé, para comprar uma bananada no caminho”, lembra, com saudosismo, de sua infância na Primeira Cidade do Brasil. Além do ministro, estavam presentes seus irmãos Eliseu, Airton e Elizabeth e a mãe Aparecida Ribeiro, entre outros familiares.

Se o comparecimento da autoridade federal foi um presente para São Vicente, Milton também foi agradavelmente surpreendido ao receber do Executivo a ficha funcional de seu pai, que serviu por anos a municipalidade, atuando como funcionário público da Prefeitura até se aposentar. Morador do Centro, “Seu Ribeiro”, como era chamado o homenageado, foi conhecido por ser alegre e prestativo com todos.

A EMEIEF Nilton Ribeiro ocupa um terreno de 2.003,86 metros quadrados, dos quais 916,27 metros quadrados de área construída. O espaço conta com dez salas de aula, sala multifuncional, refeitório fechado, banheiros, cozinha, pátio e estrutura administrativa completa. A capacidade é para 400 crianças, e receberá, já este ano, 280 alunos das fases Infantis I e II e dos 1º e 2º anos do ensino fundamental. Em 2021, o atendimento se estenderá para turmas até o 5º ano.

A entrega da unidade vem de encontro aos investimentos realizados na Educação, que há 20 anos não inaugurava escolas em prédios próprios. Trata-se de mais um passo na série de melhorias na área, com reformas, aquisição de mobiliário, manutenção das unidades e salto de 28 para 54 creches no Município, aumentando a capacidade de atendimento com mais qualidade.

Na parte pedagógica, foram promovidas formações em exercício aos 2,3 mil professores e 1,5 mil funcionários. A elaboração de novo Currículo e a construção da Base Municipal Curricular também tiveram destaque nos últimos três anos. Outra conquista está na parceria com o Instituto Ayrton Senna desde 2017, com foco na alfabetização na idade certa, além da criação de grêmios estudantis em todas as escolas, possibilitando o empoderamento dos alunos matriculados na rede municipal, com representatividade nas decisões da escola.

Outra realização voltada aos alunos está no fornecimento de uma merenda de qualidade, com alimentação balanceada, para suprir todas as necessidades nutricionais, fundamentais na fase escolar. Na quarentena, devido à Covid-19, foram entregues às famílias dos estudantes mais de 100 mil kits com gêneros alimentícios, como forma de compensar a merenda no período em que as aulas acontecem à distância.

Tantas realizações não são mero relatório. “Visamos sempre oferecer um ensino de mais qualidade para nossos alunos”, destacou a secretária da Educação de São Vicente, Eugênia Marcondes, acrescentando que “temos todos o sentimento de dever cumprido nestes mais de 3 anos. Este 13 de agosto de 2020 é um momento histórico para a população do Japuí, que recebe a EMEIEF Nilton Ribeiro, num exemplo de superação, compromisso e a garantia de que palavra dada é palavra cumprida”, ressaltou, referindo-se à construção da unidade, que ficou abandonada por mais de uma década e teve as obras retomadas com recursos municipais. “Juntos, somos mais fortes. Em breve, poderemos ver essa escola com crianças aprendendo, brincando e se alimentando”.

A dirigente de Educação da rede estadual, Regina Spada, responsável pela região de São Vicente, destacou que a comunidade do Japuí necessita desse apoio das autoridades. “Fico feliz de ver mais uma instituição aberta para nossos alunos e, agora, é esperar que essa pandemia acabe logo, para que as crianças tomem posse do que é deles”.

O pró-reitor de pesquisa e pós-graduação da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo (SP), Felipe Chiarello, enalteceu o empenho da Cidade na Educação. “Parabenizo a Seduc, por mais essa conquista, e aos professores da rede municipal, que fazem um trabalho incrível, sempre com muita dedicação. Saúdo mais esta de tantas obras importantes e necessárias para as crianças de São Vicente”.

Também estiveram presentes na entrega da escola secretários municipais; vereadores; profissionais da área da Educação; a deputada federal Rosana Vale; o deputado estadual Caio França; o reitor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (MS), Marcelo Turine, e o professor titular da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e da PUC São Paulo, Wladimir Silveira.

Mais investimentos - A entrega da unidade visa a garantir ensino de qualidade para os pequenos da região.      Mas os investimentos nas estruturas educacionais não param por aí. São Vicente conta com escolas passando por reformas, reparos ou construção. No momento, dez equipamentos estão recebendo os cuidados, com cerca de 5 mil estudantes beneficiados.  No total, a rede municipal de ensino conta com 60 escolas de Educação Infantil e de Ensino Fundamental, 54 creches e dois Centros de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Confira as creches e escolas municipais de Educação Infantil e ensino fundamental:

Unidades em reforma
 
EMEIEF Ercília Nogueira Cobra (Rua Vale do Pó, 400 – Vila Margarida) – com 1.230 alunos, a escola passa por reforma de telhado e piso, reparos na rede elétrica e pintura total.
 
EMEIEF Manoel Nascimento Júnior (Rua Roberto Koch, 300 – Jóquei) – a unidade, que atende 1.225 alunos, recebe serviços no telhado, piso, rede elétrica e pintura.
 
EMEIEF Prefeito Sebastião Ribeiro da Silva (Rua Quirino Mário Biasoli, 90 – Conjunto Tancredo Neves, na Cidade Náutica) -  a escola tem 920 alunos matriculados e recebe serviços de ampliação  de salas de aulas.
 
EMEI Padre José de Anchieta (Praça Brasília s/n° - Parque das Bandeiras).- com 200 crianças, a unidade de Educação Infantil passa por reforma de telhado, pátio e pintura.
 
EMEI Mari Guilhermina Machado (Rua Américo Martins, s/n°, Jardim Paraíso) – reforma no telhado, reparos na parte elétrica e pintura são alguns dos serviços realizados na unidade que atende 180 alunos de Educação Infantil.
 
EMEI José Borges (Rua Senador Salgado Filho, s/nº – Jóquei) – a escola tem 200 alunos matriculados e tem em andamento a reforma do piso, troca de portas, telhado, portal de entrada e  pintura  total.
 
EMEIEF Maria de Lourdes (Rua Caramuru 623 – Parque São Vicente) – são 750 alunos matriculados nessa escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental que passa por reformas no piso, na quadra poliesportiva, no portal de entrada e recebe pintura total.
 
EMEF Vera Lúcia Machado Massis (Avenida Francisco  Bensdorp, 1.386 – Cidade Náutica). Com capacidade para 450 alunos, a escola está com serviços de reforma do telhado, reparos na rede elétrica, restauro do portal e pintura total.
 
Unidades em construção
 
Creche Humaitá – Mais uma creche na Área Continental, com capacidade para 220 crianças.
Creche Samaritá – O bairro Continental ganhará a nova unidade, que atenderá até 150 alunos.