Vereador denuncia falta de medicamentos em Cubatão

‘Procura-se medicamentos em Cubatão’, afirma Dinho. O parlamentar está colhendo depoimentos e assinaturas de moradores que não receberam o medicamento necessário

Comentar
Compartilhar
28 AGO 201410h30

Desde a última sexta-feira, dia 22, o vereador Dinho Heliodoro (SDD) está visitando os pontos de distribuição de remédios para a população e constatando: está faltando medicamentos em Cubatão. “Estamos de olho nisso desde o início do ano. Naquela época faltavam 22 medicamentos. Agora, só no almoxarifado faltam 75 remédios. Para você ter uma ideia, não tem sulfato ferroso, medicamento importante para as gestantes”, denuncia o vereador do Solidariedade.

Dinho visitou a Policlínica da Cidade, o almoxarifado da Secretaria de Saúde e as unidades básicas da Vila Natal, do Jardim Nova República, do Pinheiro do Miranda e do Jardim Casqueiro. “Em todas elas, a maioria dos remédios estava em falta, principalmente os que mais são usados pela população”, explica.

O vereador usa o seu perfil no Facebook para informar a população sobre o caso, atraindo assim munícipes reclamando sobre a situação.

“Está desse jeito mesmo. Vou sempre ao posto do Jardim Casqueiro buscar remédios para a minha sogra e nunca tem. Já tem uns quatro meses que preciso comprar”, comentou Rosane Clesia Alves. Carla Sampaio também não encontrou o medicamento receitado. “Ontem peguei uma receita médica de Nimesulida, quando fui buscar tive a seguinte resposta: ‘está em falta, mas se fizer uma pesquisa encontra nas farmácias por, aproximadamente, R$ 15. Bem baratinho!’ Será que todos terão dinheiro? Eu não tinha”, comentou na postagem do vereador.

Dinho está colhendo depoimentos e assinaturas de moradores que não receberam o medicamento necessário. “Estamos preparando uma documentação, com fotos das visitas e a assinatura dos munícipes. Se até sexta-feira (29) o caso não estiver resolvido, eu vou encaminhar os documentos ao Ministério Público”, garantiu o vereador.

ador Dinho percorreu as unidades básicas de saúde e constatou a falta de medicamentos (Foto: Divulgação)

Prefeitura

A reportagem do Diário do Litoral contatou a Prefeitura. Em nota, a Administração informou, conforme informação da Secretaria Municipal de Saúde, que “vários medicamentos, como os indicados para o controle de hipertensão e diabetes fornecidos pelo Programa Dose Certa, do Governo do Estado, tiveram uma entrega incompleta no final de junho, comprometendo o abastecimento da unidade”.

Para reduzir o problema, a Prefeitura afirmou que os médicos das unidades municipais passarão a receber uma lista de medicamentos em estoque, constando quantidade e princípio ativo dos mesmos. “Em muitas ocasiões, os profissionais receitam remédios com marca específica, sendo que há outras opções com mesmo princípio ativo à disposição, que poderiam substituir os receitados. O profissional da farmácia é obrigado a respeitar a marca indicada pelo médico”.

Além disso, a Administração informou que o município de Cubatão distribui atualmente 259 tipos de medicamentos, tanto os relacionados com a atenção básica de saúde com os do atendimento especializado. “Eles são obtidos pela Prefeitura de duas formas: em parte, pela aquisição direta, através de pregão eletrônico, com registro de preços, e compras mensais; e em parte por meio dos programas de repasse do Governo, dentro de programas como Dose Certa, DST-Aids e outros”.

Semanalmente, os medicamentos são encaminhados aos dispensários e farmácias, onde o munícipe pode retirá-los, munido de receituário em duas vias. A Administração Municipal esclarece que remédios para doenças crônicas como hipertensão e diabetes podem ser retirados também, gratuitamente, na rede de estabelecimentos particulares que integram o programa Farmácia Popular do Governo Federal. Para isso, basta o paciente apresentar documento pessoal e receita médica recente.

Farmácias populares
Em Cubatão, essas farmácias populares são: Droga Raia (Avenida Nove de Abril, 2.193, Centro); Drogaria São Paulo (Avenida Nove de Abril, 2.221, Centro); Poupa Farma (Avenida Brasil, 171/175, Jardim Casqueiro) e Farma Rede Krill/Mercado (Avenida Martins Fontes, 1.101, Vila Nova).