Vendas de moradias usadas nos EUA caem 1,0% em dezembro

O mês passado foi o melhor para a venda de moradias usadas desde novembro de 2009.

Comentar
Compartilhar
22 JAN 201315h12

As vendas de moradias usadas nos EUA apresentaram uma queda inesperada de 1,0% em dezembro ante novembro, para a taxa anual sazonalmente ajustada de 4,94 milhões, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela Associação Nacional dos Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês). Ainda assim, o ano de 2012 se encerrou com as mais robustas vendas em cinco anos, com o mercado imobiliário auxiliando a frágil economia norte-americana.

O número absoluto das vendas veio abaixo das estimativas dos analistas ouvidos pela Dow Jones, que projetavam um aumento de 2,0%, para uma taxa anualizada de 5,14 milhões. Segundo a NAR, as vendas de novembro de 2012 foram revisadas para 4,99 milhões, de 5,04 milhões informados anteriormente.

O mês passado foi o segundo melhor mês desde novembro de 2009. Na comparação com dezembro de 2011, as vendas aumentaram 12,8%. Para todo o ano de 2012, cerca de 4,65 milhões de moradias usadas foram vendidas nos EUA, um crescimento de 9,2% na comparação com 2011. O ano passado foi o melhor ano para o mercado desde 2007, quando 5,03 milhões de moradias foram vendidas.

Com o mercado imobiliário mais forte, o estoque de moradias usadas à venda nos EUA caiu para 1,82 milhão em dezembro, o menor nível desde janeiro de 2001. Esse número representa 4,4 meses de oferta no ritmo de vendas atual, a menor oferta desde maio de 2005.

O preço médio de venda das moradias usadas subiu 11,5% em dezembro, para US$ 180.800, de US$ 162.200 no mesmo mês de 2011. Segundo o economista-chefe da NAR, Lawrence Yun, esse aumento se deve ao crescimento das vendas de imóveis mais caros e à queda nas vendas.