Vazamento de óleo no Canal 6 foi provocado por gerador do Carrefour

Cerca de 2 mil litros de óleo diesel se alastraram pelas galerias

Comentar
Compartilhar
04 MAI 2021Por Vanessa Pimentel17h49
Outra barreira de mantas foi instalada nas pontas do trecho do canal para evitar que o óleo se alastrasse.Outra barreira de mantas foi instalada nas pontas do trecho do canal para evitar que o óleo se alastrasse.Foto: Nair Bueno/Diário do Litoral

O vazamento de óleo diesel ocorrido na madrugada desta terça-feira (4) no Canal 6, em Santos, foi provocado por um gerador do hipermercado Carrefour, que funciona dentro do Shopping Praiamar. Cerca de 2 mil litros de óleo se alastraram pelas galerias. 

Segundo a prefeitura, a Semam e a Defesa Civil de Santos começaram a analisar o problema a partir do canal 6 e foram, bueiro por bueiro, seguindo o rastro do óleo, até identificar a fonte. 
A Semam já intimou o Carrefour a fazer todo o trabalho de contenção e limpeza do óleo. Agora, Semam e Ibama, em reunião conjunta, definirão a questão da(s) multa(s). Essa definição deve sair ainda esta semana. 

O incidente mobilizou, pela manhã, mais de 50 pessoas, entre equipes das secretarias de Meio Ambiente (Semam) e de Serviços Públicos (Seserp), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal (GCM), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e Porto de Santos.

O grupo empresarial também será autuado nas esferas municipal e federal, após avaliação da Prefeitura e Ibama. A empresa ainda terá que apresentar o Plano de Prevenção de Acidentes e Manutenção e o Plano de Ação de Emergência (PAE).

“Não há problema nesse momento, ninguém precisa ficar preocupado, pois toda a segurança foi pensada dentro das ações e exigências que deveriam ser tomadas junto à empresa. De imediato, foram instaladas mantas e barreiras absorventes, fechada a comporta que liga o canal e o mar, e feita a vistoria”, afirmou a chefe do Ibama em Santos, Ana Angélica Alabarce.

Equipes dos órgãos ambientais e de segurança fizeram uma busca pelo bairro, abrindo as galerias com apoio da CET-Santos. “Chegamos ao responsável pelo incidente poluidor, que será autuado. Temos uma legislação municipal rígida”, destacou o titular da Semam, Márcio Gonçalves Paulo.

Ainda pela manhã, além do fechamento da comporta, uma barreira de contenção foi instalada pela Semam no trecho do canal 6, entre as avenidas da praia e dos Bancários, para conter o vazamento. Outra barreira de mantas foi instalada nas pontas do trecho do canal para evitar que o óleo se alastrasse.

 

GERADOR

O vazamento foi provocado por uma das mangueiras de um gerador que estava desgastada por falta de manutenção. Começou por volta das 2h e os órgãos ambientais e de segurança foram acionados por volta das 7h30. “Foi um problema no tanque de combustível que serve para abastecer o sistema de gerador do prédio. Como ocorreu na madrugada, a equipe do hipermercado só identificou o vazamento pela manhã e não percebeu a dimensão do ocorrido”, disse o coordenador de riscos da Defesa Civil de Santos, José Carlos Turziani da Silva.

LIMPEZA

A limpeza do canal e das galerias, a cargo do grupo empresarial, é realizada pela empresa Hidroclean, que executa serviços emergenciais no Porto de Santos. O trabalho é feito com auxílio de caminhão hidrovaco. O serviço continua nesta quarta-feira (5).

CARREFOUR

Em nota, o Grupo Carrefour Brasil informou ter identificado um problema em uma mangueira do tanque de óleo que alimenta o gerador da sua unidade no Shopping Praia Mar. Tal falha teria provocado o vazamento que atingiu o Canal 6. O vazamento já foi contido e a empresa trabalha junto às autoridades locais na remoção do combustível que se encontra no canal.