Banner gripe

Vacinação contra gripe começa amanhã na Baixada Santista

A expectativa é vacinar 626,5 mil pessoas durante duas etapas, até o dia 31 de maio. A dose não contém vírus vivo

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2019Por Vanessa Pimentel07h20
Campanha começa amanhã e será dividida em etapas para os diferentes públicosFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo DL

A campanha nacional de vacinação contra a Influenza (gripe) começa amanhã e segue até o dia 31 de maio. A ação segue as diretrizes da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, que em parceria com as cidades da Baixada Santista, tem expectativa de vacinar 626,5 mil pessoas, entre 221 mil idosos (acima de 60 anos); 125 mil crianças a partir de seis meses e até seis anos; 62 mil profissionais de saúde; 17 mil gestantes e 2,9 mil puérperas (com até 45 dias após o parto), entre outros.

A campanha ocorrerá em duas etapas. Na primeira, de 10 a 17 de abril, a preferência são gestantes, puérperas (com até 45 dias após o parto) e crianças a partir de seis meses e menores de seis anos.

A segunda fase ocorre do dia 22 de abril até o dia 31 de maio, para os demais grupos de risco, como idosos, profissionais da saúde, população indígena, professores e pacientes com doenças crônicas, como asma, diabetes, doenças imunossupressoras e outras.

Em Santos, a aplicação de doses estará disponível de segunda a sexta, das 9h às 16h, em 29 policlínicas.

Em Guarujá, a campanha ocorre nas unidades básica de saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USAFA). Já Bertioga, que tem como meta imunizar 17 mil pessoas contra Influeza, a população pode procurar qualquer uma das cinco Unidades de Saúde para receber a dose.

A vacina é produzida pelo Instituto Butantan e protege contra os vírus A (H1N1), A (H3N2) e B (Victoria). "As doses são feitas de vírus inativos, fragmentados e purificados. Por isso não contêm vírus vivos e não causam a doença", explica a chefe do Departamento de Vigilância em Saúde de Santos, Ana Paula Valeiras.

Para a vacinação é preciso apresentar documento de identificação com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou certidão de nascimento (no caso de crianças). Também é recomendado levar carteira de vacinação e Cartão SUS, se tiver.

Dia D

No dia 4 de maio ocorrerá o "Dia D" de vacinação, quando os postos funcionarão no sábado, das 8h às 17h, para todos os grupos do público-alvo.

Em Bertioga, as equipes também vão aproveitar para vacinar gestantes contra Coqueluche, Tétano e Difteria (vacina dTpa) e Hepatite B. Também serão aplicadas doses contra sarampo em jovens. Excepcionalmente no Dia D, a Vigilância Epidemiológica (Rua Jorge Ferreira, 60, Centro) também será posto de vacinação.

A doença

A influenza é uma infecção aguda do sistema respiratório, associado a epidemias e pandemias. É um vírus de comportamento sazonal e tem aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias. Inicia-se com febre, dor muscular e tosse seca. A vacinação é fundamental para evitar complicações como otites e sinusites.

Colunas

Contraponto