Vacina da Pfizer contra a Covid-19 chega à Baixada Santista

Após imbróglio nas negociações entre laboratório e Governo Federal, Baixada começou a receber vacinas da Pfizer

Comentar
Compartilhar
12 JUN 2021Por LG Rodrigues07h00
Guarujá foi uma das primeiras cidades da Baixada Santista a receber e começar a aplicar imunizanteGuarujá foi uma das primeiras cidades da Baixada Santista a receber e começar a aplicar imunizanteFoto: Divulgação/PMG

Após meses de negociações e dezenas de e-mails entre laboratório e Governo Federal, as cidades da Baixada Santista começaram a receber as primeiras doses da vacina produzida pela farmacêutica Pfizer/BioNTech entre esta quinta (10) e esta sexta-feira (11). Em apuração realizada pelo Diário do Litoral, a Reportagem verificou que cada município utilizará o imunizante em um público específico e definido pelas autoridades locais.

Em Santos, a Secretaria de Saúde informou que recebeu 3.768 doses da vacina e, pela especificidade do imunizante, que necessita de diluição antes do uso, será necessário capacitar toda a equipe vacinadora. A nota diz que o município possui 30 postos de vacinação e cerca de 200 profissionais diretamente envolvidos na vacinação contra Covid e o início da aplicação destas doses será divulgado na próxima semana.

Guarujá, que foi a primeira cidade a divulgar a chegada dos imunizantes, afirma que recebeu 4.032 unidades destinadas prioritariamente para a imunização de grávidas e puérperas (mulheres que deram à luz em até 45 dias) e pessoas com deficiência permanente que não recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). As novas doses foram incorporadas ao escopo de imunizantes do Município nesta sexta-feira (11) e já começaram a ser aplicadas

Já a Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretária de Saúde (Sesau), informou que recebeu 3.834 doses do imunizante Pfizer/BioNTech. A vacina será destina com prioridade para os profissionais da educação e as doses restantes serão distribuídas para: grávidas, puérperas e deficientes permanentes que não tomaram a primeira dose.

Em Praia Grande, 3.500 doses da Pfizer chegaram na quinta-feira (10) e serão utilizadas na vacinação de gestantes, trabalhadores da educação e deficientes. A Secretaria Municipal de Saúde de Cubatão afirma ter recebido, também nesta quinta, 1.554 doses da vacina Pfizer, já descongeladas, com validade de 30 dias ao ser mantidas na temperatura de 2 a 8 graus. As doses começaram a ser aplicadas na sexta (11) e são destinadas a gestantes e puérperas, profissionais da educação e pessoas com deficiência.

Itanhaém atendeu a Reportagem afirmando que recebeu 1.218 doses da Pfizer para profissionais da educação, gestantes e deficientes, mas não afirmou quando o imunizante será usado. Já Mongaguá disse ter recebido 708 doses também para atender trabalhadores da educação, grávidas e pessoas com deficiência. O imunizante começou a ser aplicado nesta sexta na cidade. Por fim, Peruíbe recebeu, na quinta, 1.182 doses que serão aplicadas em gestantes, puérperas e profissionais da educação e Bertioga recebeu, no mesmo dia, 1.026 doses da vacina da BioNTech. A Prefeitura iniciou ontem a aplicação destas doses nos trabalhadores da educação e em pessoas com deficiência.