X
Cotidiano

UNICEF e MPT reconhecem cidades do litoral paulista pelos avanços na proteção de crianças

De 2020 a 2022, iniciativa Crescer com Proteção contribuiu para implementação de políticas públicas e mobilização de adolescentes e jovens da Baixada Santista e Vale do Ribeira

Iniciativa contribuiu para enfrentar as violências sexual, online, doméstica, letal e o trabalho infantil / Nair Bueno / Diário do Litoral

Na última quinta-feira, 28 de abril, o UNICEF e o MPT reuniram representantes de Cananéia, Iguape, Ilha Comprida, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande e São Vicente para reconhecer os municípios pelos avanços conquistados e celebrar os resultados alcançados por meio do Crescer com Proteção, iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Agenda Pública e o Instituto Camará Calunga.

Implementado entre 2020 e 2022 nos oito municípios da Região Metropolitana da Baixada Santista e do Vale do Ribeira, o Crescer com Proteção tem por objetivo proteger crianças e adolescentes contra todas as formas de violência por meio do fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos para a oferta de serviços especializados.

"Após dois anos trabalhando com os municípios do Crescer com Proteção, fica a certeza do enorme potencial da região para trabalhar de forma intersetorial e garantir que nenhuma criança ou adolescente seja vítima de violência. Priorizar os direitos de meninas e meninos significa construir cidades melhores para todos", afirma Adriana Alvarenga, chefe do escritório do UNICEF em São Paulo.

No decorrer dos meses, a iniciativa contribuiu para enfrentar as violências sexual, online, doméstica, letal e o trabalho infantil por meio de cinco pilares de atuação: prevenção de violências, proteção na primeira infância, Busca Ativa Escolar, engajamento e mobilização de adolescentes e jovens, sensibilização e conscientização comunitária e geração de evidências para melhoria de políticas públicas.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

"O Crescer com Proteção mostrou-se uma importante ferramenta de conscientização e de fomento à criação de políticas públicas de proteção à infância e à adolescência nos municípios do litoral sul paulista, empreendendo ações relevantes junto aos entes públicos e trabalhando o senso crítico nos jovens, formando-os para se tornarem multiplicadores dessa nobre causa contra todo e qualquer tipo de violência. O MPT se orgulha de ser um dos apoiadores dessa iniciativa", destaca Gustavo Rizzo Ricardo, procurador do trabalho.

Entre os avanços alcançados, estão o estabelecimento de planos e mecanismos de monitoramento dos índices de violência, a estruturação de fluxogramas de atendimento a crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência, além da capacitação de mais de 500 profissionais de assistência social, educação, saúde, polícias civil e militar, que passaram a identificar, encaminhar e atender crianças e adolescentes de forma integrada e intersetorial.

O Crescer com Proteção também influenciou e apoiou a construção de Planos Municipais da Primeira Infância (PMPI) e a implementação da Semana do Bebê, ambas iniciativas estão sendo adotadas pelos oito territórios beneficiados. Além disso, mais de 300 profissionais de educação, assistência social e saúde foram capacitados na estratégia de Busca Ativa Escolar, que foi aderida por sete dos oito municípios participantes da iniciativa.

Também foram conquistados avanços na mobilização juvenil, com a criação de Núcleos de Cidadania de Adolescentes e Jovens (Nucas) nas oito cidades participantes, alcançando mais de 750 adolescentes e jovens entre mobilizadores e impactados. Na sensibilização comunitária, mais de 80 milhões de pessoas receberam mensagens sobre prevenção de violências e a importância da promoção de oportunidades que protegem por meio de filmes na TV, programas de rádio, cartazes e ativações em plataformas digitais.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Casal de Guarujá perde mais de R$ 1.000 após cair no golpe do ovo

A vítima também relatou que o marido chegou a ligar para amigos policiais e, segundo eles, por volta de 13h40 o carro foi avistado por um radar de inteligência em Praia Grande, onde eles teriam aplicado o golpe em outra vítima

Polícia

PM apreende 4,6 kg de drogas no Morro São Bento, em Santos

Dois homens conseguiram fugir, e até o momento, não foram localizados

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software