Turismo do Guarujá vai receber R$ 22 milhões do Dadetur

A verba do Governo do Estado para esta área foi anunciada ontem

Comentar
Compartilhar
08 NOV 2019Por Caroline Souza07h30
A Praia do Tombo conquistou a Bandeira Azul pela 10ª vezFoto: Nair Bueno/DL

Guarujá receberá R$ 22 milhões em recursos para infraestrutura turística, com verba do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur). O anúncio foi feito ontem pelo secretário de Estado de Turismo, Vinícius Lummertz, durante a cerimônia de hasteamento, pela 10ª vez consecutiva, da Bandeira Azul na Praia do Tombo.

O secretário reforçou o interesse do Estado na parceria com Guarujá e as cidades da Baixada Santista.

"A verba de R$ 22 milhões do Dadetur para Guarujá está certa", afirmou.

Ainda no evento, o prefeito Válter Suman disse que os fogos para o Réveillon já estão garantidos.

Sobre o problema da mobilidade urbana na temporada, Suman ressalta que a ligação seca entre Santos e Guarujá é essencial. "Seja por túnel ou ponte. Temos defendido o túnel, mas variantes precisam ser discutidas para que seja feita a melhor opção", declarou.

Ainda sobre mobilidade urbana, secretário e prefeito destacaram a importância do Aeroporto. Eles sobrevoaram ontem o local.

"Foram dois anos de diálogo com a Força Aérea Brasileira e com a Secretaria Nacional de Aviação Civil. A outorga da área em uma zona militar foi uma grande conquista", ressaltou Suman.

O edital segue sob avaliação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SP). "Finalizando esse processo o edital será relançado, serão 60 dias para manifestar interesse e aí o vencedor passará a operar", disse o prefeito. Ainda não há prazo para que o processo seja reaberto.

Já o secretário negou a privatização do aeroporto. "Nós estamos privatizando 21 aeroportos e a concessão deste, o 22º, pertence à Prefeitura. Se fosse desejo do prefeito nós estaríamos abertos ao diálogo, mas não foi feito nenhum pedido de privatização".

BANDEIRA AZUL.

O título mantém a Praia do Tombo como a mais certificada da América do Sul e a única do Estado de São Paulo com este selo de qualidade.

"O que fizemos é nosso dever de casa, de manter a Bandeira Azul", disse o prefeito.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Sidnei Aranha, Guarujá está preocupado em levar esse título para outras praias do município. "Desde o início nos preocupamos com isso e estamos aos poucos levando para outras praias o que aprendemos com esse laboratório que chama Bandeira Azul".

O presidente da Associação da Praia do Tombo, Giancarlo Paschoal, destaca que os moradores também se sentem parte da conquista. "Nosso papel é detectar o problema, pensar soluções e resolver em parceria com a Prefeitura. Queremos tornar a Praia do Tombo um exemplo de consciência ambiental".

GUARDA-VIDAS.

Durante o evento, também aconteceu a formatura dos 50 Guarda-Vidas Temporários (GVT) contratados pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Defesa e Convivência Social (Sedecon).

Este ano, Guarujá se antecipou ao início da Operação Verão e os GVTs começaram a atuar ontem. O trabalho segue durante toda a temporada de verão, com término do contrato no dia 3 de março de 2020.

"Com a temporada há um aumento considerável de turistas e moradores nas praias, consequentemente aumenta a possibilidade de afogamentos, por isso esse reforço na prevenção é tão importante", destacou o comandante interino do Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMAR), Major Klein.

Os GVTs passaram por um curso de formação de 21 dias que teve início em outubro. Na grade curricular - Ética, relacionamento do GVT com o público; noções de oceanografia, prevenção e salvamento aquático; educação física de natação aplicada; técnicas básicas de recuperação de afogados; rádio e comunicação. O trabalho de guarda-vidas temporário terá carga horária de 44 horas semanais, com o salário de R$ 1,3 mil, mais adicional de insalubridade.