Túnel Santos-Guarujá: Moradores do Macuco se reúnem com prefeito

Comissão quer nova mudança no traçado do Túnel Submerso. Paulo Alexandre Barbosa se compromete a marcar reunião com a Dersa

Comentar
Compartilhar
30 JAN 201411h05

A mudança do traçado no Túnel Submerso (Santos-Guarujá) não evitou polêmicas. Na tarde de ontem, uma comissão de moradores do Macuco voltou a se encontrar com o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, para pedir novas alterações no projeto.

Durante a reunião, o prefeito se comprometeu a marcar um encontro entre a comissão e a Dersa. “A Prefeitura irá acompanhar o encontro para esclarecer dúvidas e apresentar eventuais propostas voltadas para a redução dos impactos causados pela intervenção na região”, explica. A data para a reunião deverá ser marcada nos próximos dias.

Mudança

A novidade, divulgada em novembro do ano passado, é que não haverá mais desapropriações na área residencial do Estuário. Mesmo assim, moradores das novas ruas afetadas não estão satisfeitos com as mudanças. “Não somos contra o túnel, mas os impactos destas mudanças serão irreparáveis. Eu já estou doente por conta disto.
Os moradores precisam se unir para lutar contra isso”, reclama a aposentada Walkíria Souza, de 68 anos, residente na Rua Padre Anchieta há 31 anos e no Macuco há 61 anos.

Moradores exigem nova mudança no traçado (Foto: Matheus Tagé/DL)

A rua em que a aposentada mora será uma das saídas do túnel submerso. Conforme o novo projeto, o empreendimento vai atravessar o estuário e voltar para Santos na altura das instalações da Capitania dos Portos de São Paulo, entre os armazéns 27 e 29 do Porto de Santos. Depois, seguirá por baixo das avenidas Portuária e Almirante Tamandaré, onde vão sair as rampas de acesso à Rua José do Patrocínio. No lado de Santos, haverá duas saídas: a primeira na Avenida Senador Dantas, sentido Perimetral e a segunda na Rua Padre Anchieta, sentido Ponta da Praia.

O projeto se encontra em fase de licitação para a obra. O edital foi publicado em meados de dezembro. De acordo com o cronograma do governo estadual, essa etapa termina em 12 de março. Uma segunda fase está prevista para o início de abril. Ela consiste na publicação do edital comercial, quando as companhias apresentarão as propostas. Será considerada a vencedora aquela que expor o menor preço. O início das obras está previsto para julho.

Audiência

No próximo dia 18 de fevereiro será realizada uma audiência pública sobre a revisão do Estudo de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) para a implantação do túnel submerso para fazer a ligação entre Santos e Guarujá. A obra é de responsabilidade da Dersa e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A convocação foi publicada ontem pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente. A audiência ocorrerá na Arena Santos, que fica na Avenida Rangel Pestana, 184, na Vila Matias.