“Tudo o que sou devo a Cubatão”, afirma Márcia Rosa

Prefeita fala sobre as comemorações e as melhorias que a Cidade irá ganhar de presente nos próximos anos

Comentar
Compartilhar
09 ABR 201411h25

Diário do Litoral - Qual será o momento principal da programação de aniversário da Cidade?

Márcia Rosa - Teremos diversas atrações para celebrar os 65 anos de nossa emancipação político-administrativa. Os eventos começaram no último dia 6 e prosseguem durante todo o mês. Neste 9 de Abril, as festividades começam às 9 horas, com o retorno do tradicional desfile cívico-militar na Avenida Nove de Abril.
Durante todo dia, haverá diversas atrações no dia de lazer no Novo Anilinas, com apresentações artísticas e culturais viabilizadas em parceria com a Usiminas, como o show de Marcelo Jeneci e Orquestra Brasileira de Música Jamaicana.

Encerrando este dia de forma especial, às 20 horas haverá show gratuito do cantor Leonardo, em frente à Prefeitura, na Praça dos Emancipadores.

DL - O que os moradores irão ganhar de presente nas comemorações deste ano?

MR - A cada dia, trabalhamos para entregar à população serviços públicos de qualidade, uma cidade cuidada com carinho, dando continuidade às transformações que iniciamos em 2009, baseada num caminho de desenvolvimento com respeito às pessoas.

Estamos trabalhando muito para entregar obras, serviços e um pacote de investimentos que continue melhorando a vida de nossa população. Algumas, como as novas creches, o CEU das Artes e dos Esportes no Bolsão 8, o Centro de Convivência da Terceira Idade do Jardim Casqueiro e a construção de novas Unidades de Saúde são obras que já estão sendo iniciadas. Outras, como o Centro Vocacional Tecnológico, e a UBS da Vila Nova serão entregues muito em breve. Sem contar aquelas que, pelo porte, estão sendo planejadas para representar grandes símbolos de nossa gestão, como é o caso da urbanização da Avenida Beira Mar e principalmente a implantação do Quarteirão da Saúde, integrando Hospital e Pronto-Socorro à Rede Cegonha e à Policlínica, que construiremos no antigo prédio do teatro.

Como você pode ver, assim como fizemos no primeiro mandato com a construção do Novo Anilinas, CEU, os demais investimentos na Educação e no transporte público, estamos preparando uma nova fornada de melhorias para o futuro de Cubatão e de todos que vivem e moram aqui.


 “É aqui que crio minhas filhas e agora os meus netos, e tenho procurado compartilhar o amor por nossa cidade”, afirmou a prefeita (Foto: Luiz Torres/DL)

DL - A cidade evoluiu em quais áreas este ano que passou? E o que está projetado para o próximo?

MR - Anunciamos que investiríamos muito na área da Saúde, com um pacote de medidas que compõem o que estamos chamando de Ano da Saúde em Cubatão. Essa é a nossa principal meta: fazer na Saúde tudo aquilo que fizemos na Educação em nosso primeiro mandato. No final do ano passado inauguramos a UPA do Parque São Luiz, que já fez mais de 15 mil atendimentos, num novo padrão de atendimento. Contratamos mais de 150 médicos e demais profissionais do setor, que se somam as médicas cubanas envidas pelo programa Mais Médicos do Governo Federal e ampliamos a nossa capacidade de exames clínicos para mais de 100 mil por mês. Estamos iniciando a construção e reforma das Unidades Básicas de Saúde, sendo que pretendemos entregar já em maio a da Vila Nova, uma antiga reivindicação daquela comunidade. Outros cinco núcleos residenciais também receberão o mesmo tipo de investimento na atenção básica. E, como já disse, estamos finalizando o projeto para que possamos iniciar o nosso mais ambicioso projeto, que é o Quarteirão da Saúde. Veja, esse equipamento vai permitir a integração de todo atendimento médico ao cidadão, tudo num só lugar, excluindo, claro, o atendimento básico que ele deve ter próximo à sua casa. Já temos apoio do Ministério da Saúde e da iniciativa privada para uma parte do complexo, a Rede Cegonha, que envolve a construção do Centro de Parto Natural e da Casa da Gestante.

Outra conquista histórica para Cubatão será a instalação de um curso de Medicina, viabilizado pelo Mais Médicos, do Governo Federal. Além de termos um inédito polo de ensino superior em nossa cidade, poderemos melhorar ainda mais nosso Hospital Municipal, que se tornará um moderno centro médico universitário, formando profissionais humanistas e com um olhar social.

Outra medida aguardada pela população, e que estamos atendendo, é a implantação do sistema de videomonitoramento. Infelizmente, houve um atraso mas já estamos licitando e pretendemos que ainda neste semestre já estejam sendo instaladas as primeiras câmeras. Em sua primeira fase, serão 35 pontos de monitoramento, em especial as entradas e saídas da Cidade, áreas de grande fluxo de pessoas, em praticamente toda a cidade. Trabalharemos em conjunto com a Polícia Militar e os demais órgãos de segurança.

Enfim, ainda há muito o que fazer, mas fico feliz em perceber o quanto a Cidade ganhará. Estamos caminhando para a frente, rumo a uma nova fase de grandes realizações.

DL - O dia 9/4 também é o dia do seu aniversário. Qual presente a cidade poderia lhe dar ou lhe deu nestes anos?

MR - Tudo o que sou e conquistei em minha vida, devo a Cubatão. A generosidade dessa população é indescritível. É aqui que nasci, onde me criei e sempre vivi. É aqui que crio minhas filhas e agora os meus netos, e tenho procurado compartilhar o amor por nossa cidade.

Em todos os momentos de minha vida pública, a defesa de Cubatão sempre tem sido o meu Norte. Tenho orgulho de ter ajudado meu povo a recuperar o sentimento de pertencimento, de sua rua, sua cidade. Somos reconhecidos como uma cidade de grandes oportunidades econômicas, de um povo criativo e batalhador, um berço inestimável de talentos na Arte, no Esporte e na Cultura.

Meu maior presente é contribuir para que minha cidade avance a cada dia, com justiça social e qualidade de vida. Parabéns, Cubatão!