Troca de caminhões terá taxa zero de juro

Parceria entre o Governo do Estado e sindicato possibilita troca de caminhões antigos.

Comentar
Compartilhar
03 FEV 201312h35

Uma excelente notícia para os caminhoneiros autônomos que trabalham no Porto: foi iniciado em Santos o programa piloto Desenvolve SP, uma parceria inédita entre Governo de São Paulo e o Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira (Sindicam). A iniciativa, costurada desde junho do ano passado, já havia sido divulgada pelo Diário do Litoral.

Três caminhoneiros já foram aprovados pelo programa que possibilita a troca do caminhão velho por outro zero quilômetro, por intermédio de um financiamento que permite financiar 100% do valor do veículo a juros zero e pagamento em até 96 meses, com carência de até seis meses para o primeiro pagamento.

Os diretores do Sindicam, Fredy Soares (operacional) e Tiago Almeida, junto com o coordenador de Comunicação do Sindicato, Carlos Magalhães, estão convocando toda a categoria à aderir aos programa. Fredy salienta que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) estará em Santos, no próximo dia 14, para a solenidade de entrega de pelo menos 10 caminhoneiros contemplados.

Para participar do Desenvolve SP é preciso ser proprietário de caminhão com mais de 30 anos de uso pelo menos um ano, tendo trabalhado com ele nos últimos seis meses (julho de 2012). O programa também abrange a aquisição de chassis, caminhões tratores e cavalos mecânicos.

Também tem que possuir carteira de habilitação compatível com o veículo pretendido, provar que trabalha como caminhoneiro, estar com nome limpo e apresentar documentos que atestem a entrega do caminhão velho para um centro de reciclagem licenciado pela Cetesb.

Veículos com mais de 30 anos serão encaminhados para reciclagem. Financiamento dos novos será integral (Foto: Luiz Torres/DL)

O pacote de crédito pode incluir sistema de rastreamento, seguro e seguro-prestamista (que garante a quitação da dívida em caso de morte ou invalidez). A taxa de juros 2,5% ao ano será paga pelo Governo do Estado.

Para ter uma ideia do financiamento, em um caminhão que custa R$ 150 mil, o caminhoneiro vai desembolsar R$ 2.083,71 de prestação mensal.

O Sindicam servirá como mediador do programa em Santos e possui informações e uma cartilha contendo todos os passos para aquisição do caminhão. O Sindicam fica na Rua Xavier da Silveira, 133, no Paquetá, em Santos. O telefone é 3235-7528.

Nota da Redação

Ao contrário do que o DL informou, o nome do referido programa é Programa de Incentivo à Renovação de Frota de Caminhões, e não Desenvolve SP. A Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo responsável pela operação do Programa.

A nova taxa de juro vigente de janeiro à junho de 2013 para o Programa é de 3% ao ano.