Tribunal de Contas vai apurar denúncias de irregularidades contra ex-prefeito de Duque de Caxias

O Tribunal de Contas pediu vários documentos ao departamento jurídico da Prefeitura.

Comentar
Compartilhar
05 JAN 201310h29

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro iniciou nesta sexta-feira (4) uma auditoria na prefeitura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. É para apurar denúncias de irregularidades na administração do ex-prefeito José Camilo Zito.

A situação do lixo acumulado há seis meses nos bairros de Caxias, o desvio de verba da saúde pública, a falta de médicos, a interdição de escolas, o desaparecimento de computadores e kit gás dos carros da prefeitura são algumas das irregularidades apontadas.

O Tribunal de Contas pediu vários documentos ao departamento jurídico da Prefeitura. São contratos, editais de licitação, inventário de bens, extratos bancários, documentos da área de pessoal e pagamento a empresas.

A prefeitura de Caxias tem até o dia 14 para entregar os documentos solicitados. Caso sejam encontradas irregularidades, o caso será levado para o Ministério Público. "Se comprovados os desvios de recursos na gestão do prefeito Zito, ele terá que devolver”, disse o presidente do tribunal, Jonas Lopes.