Balsa

Travessia Guarujá/Bertioga é liberada também para veículos pesados

Secretaria Estadual de Logística e Transportes realizou melhorias na ponte após incidente provocado pela força da maré e no flutuante, com investimento total de R$ 7,6 milhões

Da Reportagem

Publicado em 30/08/2022 às 14:02

Atualizado em 30/08/2022 às 14:11

Comentar:

Compartilhe:

Em julho, pedestres e ciclistas voltaram a atravessar de uma cidade à outra / Divulgação

A Secretaria Estadual de Logística e Transportes, através do Departamento Hidroviário, liberou nesta terça-feira (30) a travessia Bertioga/Guarujá para veículos pesados. A operação foi interrompida totalmente em junho depois que a ponte de 70 toneladas se soltou do flutuante, no lado do Guarujá, por conta da força da maré, e afundasse três metros.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Em julho, pedestres e ciclistas voltaram a atravessar de uma cidade à outra e, na sequência, veículos leves também puderam usar a travessia. 

Entre as melhorias realizadas pelo DH, estão a reforma do flutuante do lado do Guarujá, que já estava em andamento antes do incidente de 12 de junho e exigiu investimento de R$ 4,8 milhões, a troca e o reforço de cabos que prendem a ponte ao flutuante e a troca dos guarda-corpos (grades de segurança), além de pintura de faixas amarelas de segurança no piso, troca de garras que prendem as tábuas da ponte, iluminação no flutuante e instalação de chapa antiderrapante no local por onde passam ciclistas e pedestres. Estas mudanças exigiram investimento de mais R$ 2,8 milhões.

“Todas estas obras fazem parte do projeto de melhorias das travessias litorâneas realizado pelo Governo de SP desde 2019. Nosso foco é prestar o melhor serviço ao usuário, oferecendo o menor tempo de espera com maior segurança para motoristas, pedestres e ciclistas que diariamente utilizam as oito travessias mantidas pelo DH”, destaca o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

A ponte recolocada no dia 14 de julho por um guindaste chamado de Cábrea, após contratação emergencial do serviço, passou por avaliação estrutural, feita por engenheiros e mergulhadores, e testes de carga. Este guindaste, que se posiciona sobre uma embarcação, pesa mais de 330 toneladas e tem capacidade para sustentar até 250 toneladas de peso. “A ponte passou por pequenos reparos antes de ser liberada plenamente para uso da população”, completa o diretor geral do DH, José Reis.

Programa de modernização
Com os investimentos realizados, a Secretaria de Logística e Transportes do Estado de São Paulo tem melhorado significativamente o serviço, inclusive na alta temporada. Já foram reformadas 14 embarcações – desde janeiro de 2019 – e, neste período, o valor da tarifa não foi reajustado. 

A manutenção passou a ser 24 horas, novos motores e reversores foram comprados, e os usuários ganharam novos canais de informação em tempo real. Com isso, as travessias litorâneas contaram, nas últimas temporadas de verão, com a maior quantidade de embarcações dos últimos anos e redução significativa no tempo médio de espera.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Lançamento de livro sobre Movimento dos Sem Terra acontece nesta segunda-feira

Celebração acontece na Realejo Livraria, no Gonzaga, em Santos, ás 18h

Diário Mais

Rodovia dos Imigrantes, que liga ao litoral de SP, tem estrada escondida e cachoeira

Porém, é importante dizer que a visitação ao local é proibida, mesmo com algumas pessoas postando fotos e vídeos lá

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter