Trabalhadores encerram greve em São Vicente

Os 160 funcionários da Termaq, prestadora de serviço de coleta de lixo na Cidade, decidiram voltar ao trabalho.

Comentar
Compartilhar
12 JAN 201315h09

Os 160 funcionários da Termaq — empresa responsável pela coleta de lixo em São Vicente — decidiram voltar ao trabalho nesta sexta-feira (11), às 18 horas, após paralisação de dois dias, em que apenas 40 (20%) dos 200 trabalhadores da empresa estavam recolhendo os detritos, especialmente, os hospitalares.

A informação é da presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação (Sindilimpeza), Dulcineia Moreira, após assembleia da categoria, realizada ontem, às 17h30. “A empresa garantiu que, na próxima terça-feira, conseguirá quatro novos veículos e não descontará os dias parados. Outras questões serão equacionadas na próxima semana”, disse Dulcineia.

Normalidade - Lixo espalhado em São Vicente voltará a ser recolhido. (Foto: Luiz Torres/ DL)

Vale lembrar que os salários e o vale-alimentação foram pagos. Porém, os trabalhadores estavam se recusando a voltar a trabalhar enquanto os caminhões da empresa não fossem recuperados. Dos 14 veículos utilizados na coleta, apenas cinco estão em condições.

As discussões sobre segurança vêm ocorrendo desde o ano passado e o prefeito Luís Cláudio Bili (PP) vem tentando resolver o problema entre a empresa e os trabalhadores. Esta semana, ele repassou recursos para pagamento dos salários e benefícios. O governo anterior deixou uma dívida com a empresa na ordem de R$ 25 milhões. A atual gestão está estudando uma forma de pagar a dívida.