Torre CN do Canadá será iluminada de azul em homenagem às mulheres

O objetivo é chamar a atenção da população para as questões de gênero e marcar os 20 anos da Conferência de Beijing, na China

Comentar
Compartilhar
08 MAR 201516h07

Um dos principais pontos turísticos de Toronto, maior cidade do Canadá, a CN Tower, torre de telecomunicações, ficará iluminada de azul, no início da noite deste domingo (8) em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

O objetivo é chamar a atenção da população para as questões de gênero e marcar os 20 anos da Conferência de Beijing, na China, que tratou, por exemplo, de fazer avançar os objetivos de igualdade, desenvolvimento e paz para todas as mulheres. A iniciativa é do Comitê Nacional das Mulheres do Canadá, o braço da Organização das Nações Unidas para as Mulheres (ONU Mulheres), no país.

Em Montréal, segunda maior cidade do Canadá, as mulheres estão agora concentradas na Praça Norman-Bethune, para uma passeata. O evento faz parte do movimento social Marcha Mundial das Mulheres. Este ano, elas defendem a conservação do meio ambiente e se manifestam contra o desenvolvimento de oleodutos no país e a militarização.

O Canadá tem uma população de 35,5 milhões de pessoas, sendo quase 18 milhões de mulheres. Em 2014, elas representaram 47,5% da força de trabalho, segundo o Ministério da Condição Feminina do Canadá. Os dados divulgados pelo governo também apontam que a maioria está inserida no setor de vendas e serviços (27,1%); negócios e administração (24,6%), e educação, direito e serviços sociais e governamentais (16,8%).

A Torre CN, no Canadá, será iluminada de azul em homenagem às mulheres (Foto: Divulgação)