Toda a frota de táxi passa pela verificação do Ipem-SP

A aferição é em cumprimento da portaria do Ipem-SP nº 188/2008

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201319h54

A frota de 234 táxis de Guarujá tiveram os taxímetros aferidos pelo Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-SP) nos últimos dois dias devido ao reajuste da tarifa, que foi autorizado por decreto municipal, no último dia 9 de novembro. A aferição é em cumprimento da portaria do Ipem-SP nº 188/2008.

Os técnicos do Ipem-SP realizaram testes na terça e na quarta-feira para constatar se os taxímetros dos veículos estão registrando corretamente o novo valor cobrado pela corrida. O reajuste da tarifa foi de 20%. Após os testes, os equipamentos foram lacrados e os motoristas receberam um certificado emitido pelo Ipem-SP.

Segundo o presidente da Associação dos Taxistas da Ilha de Santo Amaro, Moreno Augusto Pereira, no primeiro dia da aferição do Ipem-SP, metade dos taxistas já haviam comparecido à sede da Associação, à Rua Professora Maria Lídia Rego Lima, s/nº, no Jardim Conceiçãozinha, em Vicente de Carvalho.

Ainda conforme portaria do Ipem-SP, a substituição eventual de peças para a adequação à tarifa vigente, pelas oficinas autorizadas pelo Ipem-SP, deverá ser efetivada de acordo com o disposto no artigo 21 da Lei Federal nº 8078/1990, do Código de Defesa do Consumidor.

Novas tarifas

Em Guarujá, a bandeirada permanece R$ 4, mas a Bandeira 1 por quilômetro rodado passou de R$ 2 para R$ 2,40 e a bandeira 2 subiu de R$ 2,20 para R$ 2,60. O custo da hora parada se mantém em R$ 17. De acordo com Moreno, o valor da tarifa estava defasado há cerca de três anos.