Termina concretagem do subsolo da UPA Zona Leste

A ­unidade de saúde está sendo ­construída na Praça Visconde de Ouro Preto s/nº, terreno do antigo PS do Macuco

Comentar
Compartilhar
06 FEV 2018Por Da Reportagem09h30
A concretagem dos 915 m² do subsolo da futura UPA terminou no último sábado (3). A área foi coberta com 95 m³ de concretoFoto: Divulgação/PMS

A concretagem dos 915 m² do subsolo da futura UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Zona Leste terminou no último sábado (3). O trabalho demandou 95 m³ de concreto para cobrir toda a área. A ­unidade de saúde está sendo ­construída na Praça Visconde de Ouro Preto s/nº, terreno do antigo PS do Macuco.

“Antes da aplicação do concreto, o piso do subsolo foi compactado, recebeu lona plástica, uma camada de pedra britada e armação de ferros”, disse o arquiteto Roger Improta Guerra. “Foi necessária aplicação de camada de 10 cm de concreto ­porque é área de circulação de ­veículos”.

Para concluir a etapa de concretagens da superestrutura falta terminar uma pequena parte da última laje, que depende da retirada de fiação pela CPFL, e os anexos. A edificação no bairro do Estuário envolve investimentos de R$ 6,7 milhões, recursos dos governos Federal e Municipal.

A obra, executada sob a supervisão da pasta de Infraestrutura e Edificações, deve ter seus 3 mil m² de área construída prontos em meados deste ano. Enquanto durarem as obras, o atendimento aos usuários do PS da Zona Leste é feito em sede provisória, na Av. Afonso Pena, 386.

Distribuição

A UPA terá salas de raio-X e emergência, com área para desembarque de ambulância, coletivas de observação masculina e feminina, e ainda um laboratório de análises e farmácia. Contará com dois elevadores, Samu e posto policial. Oferecerá cerca de 30 leitos, salas com área de espera para coleta, curativos, sutura, inalação, gesso, eletrocardiograma, ortopedia, laboratório, hidratação e distribuição de medicamentos e brinquedoteca. A sala de espera terá capacidade para 54 lugares e, dos cinco consultórios previstos no projeto, três serão destinados a clínica geral, pediatria e ortopedia.