Governo SP

Temporal em Peruíbe deixa centenas de desalojados

A prefeitura da cidade informou que este foi o maior volume registrado na história para o mesmo período e anunciou estado de emergência

Comentar
Compartilhar
20 MAI 2019Por Folhapress14h20
No último boletim divulgado, o volume médio de chuva já era superior a 180 milímetrosFoto: Divulgação/Corpo de Bombeiros/6ºGB

 As fortes chuvas que atingem desde sexta-feira (17) o litoral de São Paulo deixaram mais de 420 pessoas desalojadas e cem desabrigadas em Peruíbe no fim de semana.

A prefeitura da cidade informou que este foi o maior volume registrado na história para o mesmo período e anunciou estado de emergência. Não há vítimas fatais.

Cerca de 200 pessoas ficaram ilhadas e precisaram da ajuda de moradores locais, com embarcações, e do Corpo de Bombeiros para deixarem as suas casas por conta das enchentes causadas pelo temporal. Ainda há registros de resgates.

"Ainda temos encontrado algumas pessoas ilhadas. Estamos tentando, no momento, também melhorar o acesso aos bairros. Resgatamos há pouco duas gestantes, elas estão sendo levadas ao hospital para medirem pressão e passarem por alguns exames", disse a tenente do Corpo de Bombeiros Karoline Burunsizian Magalhães.

No último boletim divulgado, nas últimas 24 horas o volume médio de chuva foi superior a 180 milímetros.

Geralmente, a média atinge no máximo 126 milímetros, de acordo com dados do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE). Nos três dias, foram mais de mil milímetros que atingiram os bairros da cidade.
Os bairros Guaraú, Jardim das Flores, Jardim Brasil, Jardim Veneza e Caraguava foram os mais afetados.

A prefeitura informou que pleiteou recursos para reparar os estragos causados por deslizamento de terra e de pedras, principalmente, na estrada do Guaraú, interditada por segurança, e para acolher aqueles que ficaram desalojados e desabrigados em consequência dos alagamentos.

Colunas

Contraponto