Temporal deixa mais de 80 mil imóveis sem energia elétrica na Baixada Santista

Há também registros de pontos de alagamento e quedas de árvores em algumas cidades. A Praticagem, em São Paulo, registrou ventos de até 85 km/h

Comentar
Compartilhar
07 MAR 2019Por Da Reportagem17h47
Árvore caiu devido à força do vento na Avenida Marechal Floriano Peixoto, em SantosFoto: Nair Bueno/DL

O temporal que atingiu a Baixada Santista na tarde desta quinta-feira (7) deixou mais de 80 mil imóveis sem energia elétrica. Há também registros de pontos de alagamento e quedas de árvores em algumas cidades. A Praticagem, em São Paulo, registrou ventos de até 85 km/h.

A CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) informou que 82 mil clientes da Baixada Santista estão sem energia. Em nota, a companhia afirma que 55 equipes estão atuando para restabelecer a energia elétrica dos imóveis atingidos.

Em Praia Grande, segundo a Elektro, 3.000 imóveis estão sem luz. Já em Guarujá, outros 1.500 estão sem energia. Equipes atuam para restabelecer o fornecimento de energia.

Em Santos, a Defesa Civil de Santos informa que, até o momento, recebeu 11 chamados referentes a quedas de árvores ocorridas em diversos bairros da Cidade. Também houve queda de marquise na Rua Dr Manoel Vitorino (Gonzaga).

O acumulado de chuvas em Santos está abaixo de 80 mm. Às 16 horas, os ventos na Ponta da Praia foram de 40 km/h, com rajadas de até 94 km/h. A maré teve pico às 15h57, com 1,76 m de altura. No momento, atinge 1,47 m. A perspectiva é que recue até às 21h30.

As quedas de árvore ocorreram nos seguintes locais: Rua Miguel Rocha Correia (Caneleira); Rua Alexandre Herculano (Gonzaga); Rua 1 (Morro Santa Maria); Rua Ministro Xavier de Toledo (Campo Grande); Rua Antenor Rodrigues Duarte (Areia Branca); Rua Saturnino de Brito (Marapé); Rua Egídio Martins (Ponta da Praia); Rua Minas Gerais (Boqueirão); Rua Antonio Bento, esquina com Avenida Francisco Manoel (Vila Mathias); Rua 12 (Morro da Nova Cintra); Avenida Rangel Pestana (Jabaquara).

A Companhia de Engenharia de Tráfego informa que as duas pistas da Avenida Nossa Senhora de Fátima estão transitáveis. A avenida da praia, sentido São Vicente, apresenta bastante lentidão no trânsito devido à queda de uma árvore em São Vicente, próximo à Divisa, com reflexos até o canal 5.

Praia Grande

Parte do teto da praça de alimentação do Litoral Plaza Shopping caiu devido à chuva. No Palácio das Artes, a chuva também derrubou parte do revestimento do prédio.

Em nota, o Litoral Plaza Shopping informa, por meio de sua assessoria de imprensa, que devido as fortes chuvas que atingiram a Baixada Santista na tarde desta quinta-feira (7), partes da sanca de gesso se desprenderam do teto em alguns pontos da Praça de Alimentação do empreendimento.

As equipes de segurança e manutenção foram acionadas rapidamente e, por medida de segurança, a área foi isolada momentaneamente. O Litoral Plaza reforça que não houve feridos e que a maior parte das lojas da Praça já voltou ao funcionamento normal, segundo o comunicado.

Em São Vicente, há registros de alagamentos no bairro Jockey Clube.

Em Cubatão, uma árvore de grande porte caiu na pista sentido São Paulo da Rodovia Anchieta, na altura do Km 60.

Colunas

Contraponto