Tartarugas retornam ao mar após tratamento no Aquário de Santos

Da espécie Chelonia mydas, os animais pesam cerca de 20 quilos cada, com carapaça medindo em torno de 60 centímetros

Comentar
Compartilhar
15 JUL 2019Por Da Reportagem16h52
Animais foram soltos a 40 quilômetros da costa, no Parque Estadual Marinho da Laje de SantosFoto: Divulgação/PMS

Duas tartarugas-verdes adultas foram devolvidas ao mar neste sábado (13), após passarem por tratamento no Aquário Municipal.

Da espécie Chelonia mydas, os animais pesam cerca de 20 quilos cada, com carapaça medindo em torno de 60 centímetros. Ambos ficaram no Aquário por cerca de um ano para monitoramento da saúde e foram submetidos a cirurgias a laser para retirada de tumores.

A soltura aconteceu a uma distância de cerca de 40 quilômetros da costa, no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos. O local escolhido é o primeiro parque marinho dentre as Unidades de Conservação do Estado de São Paulo e tem como objetivo assegurar a proteção integral dos ecossistemas marinhos.

Outras duas tartarugas já haviam sido soltas em janeiro. Até o final do ano, há a expectativa que mais duas estejam prontas para retornar ao habitat natural.

Atualmente, o Aquário possui 15 animais da espécie em tratamento, a maioria resgatada após ingestão de lixo descartado irregularmente no mar.

Readaptadas

A ação foi acompanhada pelo secretário de Meio Ambiente, Marcos Libório. “A soltura foi um sucesso. Fechou um ciclo de cuidados e de muita responsabilidade”, disse, relatando a rápida readaptação das tartarugas à vida marinha. “Pudemos observar que voltaram a se alimentar quase que imediatamente”.

Colunas

Contraponto