X
Cotidiano

Tarifas intermunicipais sem aumento voltam a ser cobradas na Baixada Sanstista

A medida foi tomada em cumprimento a uma determinação judicial, que suspendeu os reajustes que variavam de 6,52% a 7,18%

Tarifas intermunicipais sem aumento voltam a ser cobradas na Baixada Sanstista / Matheus Tagé/DL

As tarifas do transporte público intermunicipal na Baixada Santista, Campinas, Sorocaba, Vale do Paraíba, litoral norte, Guarulhos e outros municípios da Grande São Paulo terão valores sem aumento a partir de hoje (13). A medida foi tomada em cumprimento a uma determinação judicial, que suspendeu os reajustes que variavam de 6,52% a 7,18%.

Os valores com aumento chegaram a ser cobrados pela Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU), que administra os ônibus, de 7 de janeiro até ontem (12). A decisão da juíza Simone Viegas de Moraes Leme, da 15ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça de São Paulo, diz que a razão para o aumento “não está detalhada tecnicamente, o que impede a análise de sua pertinência e, ademais, supera, sem explicação, os índices inflacionários”.

A Justiça já tinha determinado a suspensão de reajustes, na última quarta-feira (11), em Diadema, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

A EMTU informou, em nota, que, se a decisão for mantida, causará impacto financeiro de mais R$ 212 milhões em 2017, além dos R$ 220 milhões envolvendo o Metrô, Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e permissionárias.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Gabarito oficial do Enem 2021 é divulgado; saiba como acessá-lo

Segundo o edital, a nota final dos candidatos só será divulgada em 11 de fevereiro

Santos

Plano de prevenção para período de chuvas é iniciado em Santos

Ação da Defesa Civil ocorre até 30 de abril de 2022 e vai distribuir informativos, orientar a população dos morros e aumentar o número de funcionários

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software