Tarifa de R$ 2,10 é cara, dizem moradores de Guarujá

População também reprova o Sistema Integrado de Transportes (SIT)

Comentar
Compartilhar
19 FEV 201321h53

O retorno do valor da tarifa de ônibus de Guarujá para R$ 2,10 desagradou usuários no primeiro dia útil após a determinação judicial em favor da concessionária de Transporte Coletivo, Translitoral. A tarifa antiga está em vigor desde a zero de domingo, em atendimento a liminar concedida à Translitoral pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

O valor da passagem havia baixado para R$ 1,80 no último dia 15 por decisão do juiz da 4a Vara Cível de Guarujá, Mário Camargo Magano, mas a concessionária recorreu contra a decisão. “Esse valor não compensa. Guarujá é uma cidade pequena para uma cobrança de R$ 2,10”, afirmou a balconista Adriana Souza Alves, que também desaprova o Sistema Integrado de Transportes (SIT). “É desconfortável ter que descer de um ônibus para pegar outro. E também os ônibus tem demorado mais do que antes do sistema”.

“É um absurdo esse valor. Já R$ 1,80 é melhor, ainda mais agora com o SIT. Quem não tem o cartão tem que pagar duas passagens de ônibus para chegar num lugar só”, disse a garçonete desempregada Lindiane dos Santos Rocha. “É uma péssima idéia esse valor e o transporte é muito ruim”, declarou a auxiliar de limpeza Francisca das Chagas Silva.

“Estão brincando com a gente”, indignou-se a vendedora Luiza Maria da Costa Nobre. “É uma falta de respeito com a população”, afirmou o pescador Raimundo Nonato Gonçalves. Para Raimundo o SIT também é ruim. “Já vi várias brigas dentro do ônibus porque as pessoas se recusam a pagar outra passagem e o motorista não aceita levar o passageiro sem pagar”. Translitoral informou, em nota, que recorreu contra o valor imposto de R$ 1,80 porque “a redução colocou em risco a à manutenção dos serviços”.