Tarifa de ônibus é congelada por um ano em Santos

Prefeito de Santos Paulo Alexandre Barbosa deu a notícia ontem em sua página no Facebook. O prefeito apresentará hoje, em coletiva, os detalhes da negociação com a Piracicabana

Comentar
Compartilhar
21 MAR 201410h48

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa garantiu ontem que não haverá aumento nas tarifas de transporte público e que elas ficarão congeladas por mais um ano. Em Santos, as passagens custam R$ 2,90. Mais detalhes sobre a questão serão expostos hoje, às 10 horas, em entrevista coletiva no Paço Municipal, na Praça Mauá, Centro.

Segundo o prefeito, a novidade é fruto de várias e intensas reuniões de negociação contratual com a Viação Piracicabana, concessionária do serviço, que deve ter seu contrato prorrogado em função da iniciativa. Conforme revelado, serão 38 meses seguidos sem reajuste — o maior período da história da Cidade com o mesmo preço da passagem. Na coletiva de hoje, Paulo Alexandre deve anunciar outras novidades para o setor.

O contrato com a empresa venceu ontem, conforme publicado no DL. Há um mês, a reportagem vinha tentando respostas do Governo Municipal sobre o fim do contrato com a empresa, mas a única resposta que obteve foi o agendamento da coletiva.

O aumento da tarifa era um desejo da Piracicabana. A empresa queria um reajuste de mais de 15%: de R$ 2,90 para R$ 3,35. Em rede social, o chefe do Executivo já havia negado o pedido da Viação.

tarifa hoje é R$ 2,90; Piracicabana propôs R$ 3,35 de aumento (Foto: Matheus Tagé/DL)