'Surf Terapia' oferece aulas para pessoas com deficiência em Guarujá

Objetivo é proporcionar a experiência de deslizar sobre as ondas através de pranchas adaptadas

Comentar
Compartilhar
23 AGO 2019Por Da Reportagem23h01
A iniciativa é um projeto social de surf para pessoas com deficiênciaFoto: Divulgação/PMG

Na última quinta-feira (15), três jovens com deficiência participaram de uma atividade diferente, na Praia das Astúrias, em Guarujá. O projeto Surf Terapia realizou uma oficina com professores que, utilizando duas pranchas adaptadas, ofereceram aulas de surf, onde puderam aproveitar um dia de contato com o mar.

A iniciativa é um projeto social de surf para pessoas com deficiência, sejam esta intelectual, visual ou física. Até o momento, participaram da ação, alunos de instituições de ensino da Cidade, que atendem esse grupo.

O objetivo é proporcionar a vivência de deslizar sobre as ondas. Qualquer pessoa que tenha interesse de vivenciar a experiência, ou instituição que atenda a esse público, pode obter informações pelo telefone (13) 99637-7564.

O projeto foi realizado pela Equipe Ohana, junto à ONG Somos Mais Fortes (SMF) e com a parceria do artesão José Jordano. A iniciativa tem o apoio da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer de Guarujá (Sedel).

O surf adaptado é uma ferramenta que resulta em benefícios como aprimoramento de relações interpessoais, bem estar e desenvolvimento físico, cognitivo e emocional.

As duas pranchas usadas no 'Surf Terapia' - uma para deficientes físicos e uma para deficientes visuais - foram doadas por Cisco Aranha, um dos realizadores do projeto santista 'Sonhando sobre as Ondas'. Além da doação, o projeto treina os instrutores para que sejam multiplicadores do surf adaptado na região.

Colunas

Contraponto