Superação pessoal marca formatura no Salão Autoestima

O Salão Autoestima é um projeto de incentivo à geração de renda, que capacita encaminhados pelos Cras (Centros de Referência de Assistência Social).

Comentar
Compartilhar
13 DEZ 201313h58

Superação foi a palavra mais repetida pelos 41 formandos dos cursos de cabeleireiro e manicure do Salão Autoestima, da Seas (Secretaria de Assistência Social), nesta quarta-feira (11), no auditório do Rotary Clube. O Salão Autoestima é um projeto de incentivo à geração de renda, que capacita encaminhados pelos Cras (Centros de Referência de Assistência Social).

Dois dias antes da cerimônia foi oferecida palestra do analista do Sebrae, Eduardo Silva Sotelo, sobre ‘Como se tornar microempreendedor individual’, seguida de palestra de Sílvia Domingues dos Santos, Valmaia Rosa dos Santos e Kátia dos Santos Lemoz a respeito de ‘Orientação Sanitária na Área da Beleza’.

A coordenadora de Desenvolvimento Social da Seas, Débora Marques, lembra que a maioria não acreditava em seu potencial e o certificado provou que são capazes. Júlio Cesar Ferreira dedicou o diploma à sua mãe. “Ela tem salão de beleza e seu sonho era que um dos filhos fosse cabeleireiro”. Já Izabel Cristina Fernandes afirma que vai continuar estudando para se aprimorar, antes de abrir o próprio negócio. Ela revelou desconhecer a carga tributária e o tamanho da burocracia para se abrir um salão de beleza, mas aprovou a palestra.

Superação foi a palavra mais repetida pelos 41 formandos dos cursos de cabeleireiro e manicure do Salão Autoestima, da Seas (Secretaria de Assistência Social), nesta quarta-feira (11), no auditório do Rotary Clube

Daiane Almeida Santos elogiou o que aprendeu no curso. “Acho que eu cortei, em média, uns quatro cabelos por dia. Dá muita experiência”. Ela também ficou surpresa com as informações do Sebrae e diz que vai esperar um ano antes de abrir seu próprio comércio.

“Foi bom para saber qual a margem de lucro que posso aplicar para não ter prejuízo e, ao mesmo tempo, não afastar a clientela”, comentou Josiane Silva, que pensa em primeiro oferecer serviços de tinturaria.  

Foto: Francisco Arrais