Sociedade faz marcha contra as Farc em cidades colombianas

A manifestação foi idealizada pela ONG colombiana Vozes do Sequestro, que atua apoiando as vítimas de sequestro

Comentar
Compartilhar
15 FEV 201314h47

Em meio às negociações de paz entre as Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o governo para o fim do conflito armado, movimentos da sociedade civil e organizações não governamentais (ONGs) preparam para esta sexta-feira (15) uma grande marcha contra as Farc em diferentes cidades do país. O início está previsto para as 10h (13h em Brasília).

A manifestação foi idealizada pela ONG colombiana Vozes do Sequestro, que atua apoiando as vítimas de sequestro. O jornalista Herbin Hoyos, presidente da organização, disse que a marcha foi convocada em protesto contra a posição da guerrilha de que “teria direito” a capturar prisioneiros em combate.

No momento, as Farc estão em processo de libertação de dois policiais sequestrados no começo deste mês. A operação seria realizada nessa quinta-feira (14), mas foi adiada depois de o grupo alegar “grande presença da mídia no local”.

Segundo as Vozes do Sequestro, o chamado para a manifestação surgiu com a “arrogância da guerrilha ao fazer reféns em meio às negociações de paz”. De acordo com a ONG, as Farc ainda têm em seu poder 3.728 pessoas, entre civis e militares. O governo colombiano não confirma a quantidade de pessoas em poder das Farc e diz que não é possível fornecer a informação com precisão.

Em 2008, a sociedade civil participou de uma marcha contra as Farc que teve manifestações em 193 cidades da Colômbia e de outros países.