Sistema remoto de monitoramento impede tentativa de feminicídio em Praia Grande

Caso aconteceu em condomínio e agressor foi preso em flagrante

Comentar
Compartilhar
24 FEV 2021Por Da Reportagem12h32
O sistema remoto de monitoramento da Safer flagrou toda a ocorrência e uma das operadoras foi quem acionou a polícia.O sistema remoto de monitoramento da Safer flagrou toda a ocorrência e uma das operadoras foi quem acionou a polícia.Foto: DIVULGAÇÃO

Dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) apontam que o Brasil é o quinto país no ranking mundial de feminicídio. No último dia 13 de fevereiro, um caso foi evitado na Baixada Santista e, felizmente, não se tornou mais um número nas estatísticas. 
 
Em um condomínio monitorado com a tecnologia de portaria remota, em Praia Grande (SP), um homem recém-separado e ex-morador do condomínio invadiu o prédio e foi até o apartamento da ex-esposa, armado com uma faca. “Primeiro ele tentou entrar usando a tag de acesso, como sua ex-mulher tinha pedido o bloqueio da mesma, ele não conseguiu entrar. Então, ele pulou o muro e arrombou a porta secundária do prédio e foi até sua antiga moradia, onde estava a ex-mulher”, explicou Rodrigo Guedes, Coordenador Operacional da Safer Portaria Remota.
 
O sistema remoto de monitoramento do condomínio flagrou toda situação e, uma das operadoras responsáveis, acionou imediatamente a polícia e avisou a síndica sobre a ocorrência. A Policia Militar agiu rapidamente e conseguiu deter o agressor ainda dentro do apartamento. O homem foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.
 
A operadora do sistema que identificou a ocorrência relata que mesmo distante, ficou apreensiva com a cena. Porém pelo fato de estar em outro local e segura, se sentiu mais tranquila para tomada de decisão.

Segundo a profissional, além de ser um ataque a uma mulher, ela estaria totalmente indefesa naquela situação e que foi um alívio ver que tudo acabou bem.          

 A síndica do prédio, onde o caso ocorreu, acredita que a tecnologia utilizada pelo sistema de portaria remota foi essencial para o desfecho positivo da história. “Tendo em vista a agressividade desse ex-morador e a forma como ele entrou no prédio, se tivéssemos um porteiro no local ele teria sido uma vítima também. Com o monitoramento a distância, o problema foi resolvido com total agilidade e segurança”, complementa Rosangela Amaral. 

De acordo com a empresa que realiza o monitoramento eletrônico do condomínio a funcionária que conduziu o chamado receberá uma homenagem. “Nossa operadora agiu rapidamente e teve total controle no gerenciamento dessa crise, o que contribuiu para ação rápida da polícia e o sucesso da operação”, explica Raphael Vinholes, CEO da Safer Portaria Remota.