Sintracomos Santos participa de ato Avenida Paulista

“Estamos aqui não pelo ‘impeachment’ da presidente Dilma, mas sim para que ela reflita e passe a dialogar com a sociedade”, disse o sindicalista

Comentar
Compartilhar
16 MAR 201510h46

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, Montagem e Manutenção Industrial (Sintracomos) de Santos, Baixada e Litoral, Marcos Braz de Oliveira, o Macaé, participou ontem do protesto realizado na Avenida Paulista, em São Paulo.

“Estamos aqui não pelo ‘impeachment’ da presidente Dilma, mas sim para que ela reflita e passe a dialogar com a sociedade”, disse o sindicalista. Ele defende que ela retire do Congresso Nacional as medidas provisórias 664 e 665-2014, que dificultam acesso a benefícios previdenciários.

Macaé ressaltou que participa da manifestação também em defesa da Petrobras: “É a maior empresa empregadora direta e indireta do Brasil e a melhor do mundo em tecnologia de perfuração petrolífera. Queremos, isto sim, que os corruptos e corruptores da estatal paguem por seus crimes”.

O presidente do sindicato Marcos Braz à esquerda (Foto: Divulgação/Vespasiano Rocha)

O sindicalista, que representa os trabalhadores terceirizados de montagem e manutenção industrial na refinaria Presidente Bernardes, de Cubatão (RPBC), pondera que, por causa da crise de corrupção na estatal, 90 mil trabalhadores já perderam o emprego no País.

Antes de ir para a Avenida Paulista, Macaé participou da posse dos deputados estaduais, na Assembleia Legislativa, onde esteve com o vice-governador Márcio França (PSB) e com os parlamentares Ramalho da Construção e Paulo Corrêa (PEN).