Sindicato dos Jornalistas emite nota de repúdio contra pai de Neymar

Profissionais dos veículos foram literalmente barrados e desrespeitados na porta do escritório do atleta, em Santos

Comentar
Compartilhar
28 JAN 201417h59

A Regional de Santos, Baixada Santista e Vale do Ribeira, do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) emitiu nota de repúdio contra a atitude de Neymar da Silva Santos, pai do jogador Neymar, por ter escolhido apenas alguns veículos comunicação para dar uma explicação sobre as denúncias da transferência do filho para o Barcelona.

Profissionais dos veículos foram literalmente barrados e desrespeitados na porta do escritório do atleta, em Santos.

Neymar da Silva Santos convocou a imprensa ao escritório da empresa NR Sports e deu a sua versão sobre a polêmica envolvendo a contratação do atacante junto ao Barcelona, no meio do ano passado.

O pai do jogador disse não temer a Receita Federal, e revelou que não recebeu adiantamento de 40 milhões de euros em 2011 para vender Neymar ao Barcelona.

A Regional do Sindicato dos Jornalistas emitiu nota de repúdio contra pai de Neymar (Foto: Divulgação/Santos FC)

Leia a nota na íntegra:

"A Regional de Santos, Baixada Santista e Vale do Ribeira, do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), por mim representada legalmente, vem REPUDIAR a atitude de Neymar da Silva Santos, pai do jogador Neymar, denunciada por inúmeros jornalistas, por ter escolhido apenas alguns veículos comunicação para dar uma explicação sobre as denúncias da transferência do filho para o Barcelona. Profissionais dos veículos foram literalmente barrados e desrespeitados na porta do escritório do atleta, em Santos. Atitudes como essa são lamentáveis em um país democrático e que impera a liberdade de informação.

Carlos Ratton
Diretor Regional - SJSP
"