Shopping anima moradores da Mirim, em Praia Grande

Sistema viário deverá ser remodelado para atender infraestrutura

Comentar
Compartilhar
22 DEZ 2018Por Caroline Souza09h00
Apesar da animação, terreno permanece sem qualquer indício de construção  – exceto pela marca do Grupo Mendes nos murosApesar da animação, terreno permanece sem qualquer indício de construção – exceto pela marca do Grupo Mendes nos murosFoto: Nair Bueno/DL

A perspectiva de instalação de um novo shopping no bairro Mirim, em Praia Grande, está empolgando os comerciantes e os moradores do entorno. Embora o terreno permaneça sem qualquer indício de construção, – exceto a marca do Grupo Mendes nos muros – a promessa de geração de mais de 7 mil empregos diretos e indiretos já é comemorada no bairro.

Para Fabiana Oliveira, proprietária de um restaurante que deverá ser vizinho do empreendimento, o principal fator a ser comemorado é a melhoria na segurança do local. “Pelo fato desse terreno ser muito grande e estar desocupado, quando escurece a gente tem medo de andar por essa região. Com certeza o movimento de pessoas irá garantir melhoras na iluminação, na segurança e na infraestrutura do bairro, que será mais valorizado”, destaca.

Moradora do Tupi, a comerciante conta que durante a temporada o Litoral Plaza Shopping, instalado na entrada da cidade, fica lotado de munícipes e turistas e um novo equipamento irá mudar esse cenário. “O acesso para quem mora mais distante fica impossível”.

Fabiana foi uma das comerciantes que participou da audiência pública realizada no último dia 26. Conforme noticiou o Diário, o encontro discutiu, dentre outras coisas, a remodelação do sistema viário do bairro visando a implantação do equipamento.

Para Ricardo Tominaga, comerciante há mais de 20 anos do bairro, a obra trará benefícios para a Cidade.

“Quando abri a bicicletaria, há 24 anos, o cenário era outro. De lá para cá muita coisa mudou e acredito que a instalação de um empreendimento tão grande só trará benefícios. Agora é torcer para que todas as autorizações sejam conquistadas e a obra comece logo”.

Já o morador Antônio Pereira, que será ‘vizinho’ do shopping, se mostra entusiasmado. “Vim de São Paulo para cá há cinco anos e vejo com muitos bons olhos isso. Agita a economia, fomenta o turismo e gera mais empregos, fatores que valorizam ‘o lado de cá’ da cidade”, finaliza.

Mudanças no sistema viário

Para atender à demanda que a infraestrutura local precisará, a Prefeitura de Praia Grande está propondo algumas alterações no sistema viário. A proposta aprovada pela empresa prevê o alargamento das vias utilizando áreas do terreno do particular: A Av. Pres. Kennedy, trecho em frente do projeto, passaria a dispor de três faixas de rolamento (atualmente são duas) e a rotatória (em frente à Prefeitura) dará lugar à um equipamento de acesso nos mesmos moldes do existente no bairro Aviação; a Av. Pres. Castelo Branco ganhará uma rotatória e quatro faixas de rolamento (duas em cada direção), hoje são duas; a Av. Álvaro dos Santos será alargada, ganhando novas faixas de rolamento, canteiro central e novo paisagismo e a Rua 1º de Janeiro passaria a dispor de cinco faixas de rolamento (hoje são duas). Nesta última se localizaria o sistema de carga e descarga das lojas. 

O projeto com as propostas de alterações viárias deverá ser enviado para a Câmara Municipal, para apreciação. Uma vez aprovado pelos vereadores, os empreendedores deverão promover as adequações nos projetos e, assim, apresentá-las para aprovação da Prefeitura, para que seja dado andamento aos procedimentos técnicos e administrativos. Não há previsão para início das obras, uma vez que há outros trâmites e ações pertinentes ao grupo empresarial, já que se trata de um empreendimento privado.  
O shopping terá cerca de 140 mil metros² de área construída e ficará localizado na área entre as Avenidas Kennedy, Castelo Branco, 1º de Janeiro e Álvaro dos Santos. (Rafaella Martinez)

Estrutura será a maior da região

O shopping terá cerca de 140 mil metros² de área construída. O empreendimento ficará localizado na área entre as Avenidas Kennedy, Castelo Branco, 1º de Janeiro e Álvaro dos Santos. Estão previstas 332 lojas e 2 mil vagas de estacionamento.

Segundo informou o arquiteto Roberto Savielo, representante do grupo Mendes, o novo shopping terá 2 subsolos, térreo, 1º e 2º pisos. “Para melhor entendimento do tamanho deste empreendimento vamos fazer uma comparação: a área bruta de locação (que não conta áreas dos corredores de serviços e de público) do Shopping PraiaMar (Santos), é de cerca de 31 mil m², a do BrisaMar (S. Vicente) 16 mil m². O de Praia Grande terá 47 mil m²”.

A cidade hoje abriga o Litoral Plaza Shopping, considerado o maior polo de compras e lazer da Baixada Santista. O espaço reúne um mix com cerca de 300 lojass, alameda de serviços completa e praça de alimentação com 1.300 lugares, além de seis salas de cinema e academia.