Servidores públicos recebem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)

Na oportunidade, também foram destacadas as conquistas do funcionalismo

Comentar
Compartilhar
16 ABR 201513h48

Garantir a segurança dos servidores públicos e beneficiários do Programa Auxílio Desemprego (Frente de Trabalho), assim como oferecer condições dignas de trabalho, são objetivos da Prefeitura de Guarujá, que na quarta-feira (15) contemplou cerca de 300 funcionários com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para diversas categorias. A prefeita Maria Antonieta de Brito efetuou a entrega dos EPIs. A solenidade foi prestigiada pela Câmara Municipal, Sindicato dos Funcionários Públicos da Prefeitura de Guarujá (Sindiserv) e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

Durante o ato de entrega, os secretários municipais Adilson Luiz de Jesus (Operações Urbanas e Desenvolvimento Econômico e Portuário) e Juliano Oliveira de Souza (Administração) e o diretor de Conservação de Próprios Públicos da Prefeitura, Leandro de Azevedo Bittencourt, ressaltaram a importância do uso dos equipamentos. “Este momento é muito gratificante porque estamos entregando materiais de excelente qualidade, que vão proporcionar conforto e uma boa condição de trabalho”, disse Adilson.

O presidente da Cipa, Marcelo Oliveira da Silva, agradeceu a oportunidade de novamente estar à frente da Comissão “O EPI foi uma luta nossa, de todos. Ficou comprovado que quando a gente une as forças, tudo acontece. As ações são feitas em prol do servidor.”

A opinião é partilhada pela presidente do Sindiserv, Márcia Rute Daniel Augusto. Para a sindicalista, “a partir do momento que o Marcelo assumiu a presidência da Cipa, o Sindicato e a Cipa começaram a realizar um trabalho muito bonito. Todos nós, sindicato, cipeiros e prefeita estamos trabalhando pela sáude do trabalhador”.

Avanços – A Câmara Municipal foi representada pelos vereadores Luciano de Moraes Rocha (Tody) e Edmar Lima dos Santos (Juninho Eroso). “Estou muito feliz pelo seu trabalho de dedicação aos funcionários públicos. Ontem aprovamos o aumento dos servidores”, disse o vereador Tody, referindo-se ao reajuste de 7,14% do funcionalismo.

Na oportunidade, a prefeita e a presidente do Sindicato destacaram o diálogo aberto para chegar ao índice, assim como os avanços nas cláusulas sociais. “É uma grande vitória. Nunca foi feito desta forma. Vamos avançar cada vez mais nas cláusulas sociais. Vamos formar dez mesas de discussão”, pontuou Márcia Rute.

Antonieta esclareceu aos participantes do evento que, apesar da luta nacional que ela lidera pela redução dos precatórios, responsáveis pelo sequestro mensal de R$ 4,5 milhões mensais do orçamento municipal; e da crise mundial que resultou na queda de arrecadação de 14% em janeiro e de 19% em fevereiro, foi possível propor o reajuste de 7,14% no salário do servidor. A chefe do Executivo lembrou ainda que, quando assumiu a gestão, em 2009, o menor salário da Prefeitura era de R$ 400 e hoje é de R$ 1.100.

“Após muita luta chegamos a este índice. Nunca fui para uma negociação salarial sem o máximo que poderíamos e nunca escondi nada na manga. Meu diálogo é aberto, transparente, porque eu também sou servidora. Passamos por momentos muito mais difíceis e, juntos, vencemos. E vamos superar novamente”, assegurou a prefeita.

Sobre os EPIs, a chefe do Executivo salientou a diferença de fazer uso das peças. “Estes equipamentos salvam vidas, evitam choque elétrico e outros acidentes. Lutamos por condições dignas e queremos que as pessoas se aposentem com qualidade. Tem trabalhador que tem oportunidade de usar o equipamento e vai de chinelo. Isso não pode. Sou química por formação e a gente precisa usar óculos nos laboratórios. É necessário e todos têm responsabilidade. Parabenizo a Cipa, secretários e equipes, Sindicato e todas as nossas equipes, os nossos times, que estão trabalhando pelo melhor”, disse Antonieta.

Servidores – O eletricista João Pinto de Souza, servidor público da Prefeitura há 23 anos, recebeu novos óculos, luvas, botas e capacete. “Já havia sido fornecido anteriormante, mas aí, com o tempo, a luva rasga e a bota estraga. Agora, nosso EPI foi renovado. Para a gente é uma conquista porque trabalhamos com a rede energizada e poderemos ter mais segurança e tranquilidade.”