Serviço de saúde beneficia mais de 900 ambulantes de Bertioga

São exames preventivos que nesta ação tem novo caráter - o de prevenir doenças e detectar problemas de saúde, que podem ser sanados com tratamento

Comentar
Compartilhar
05 FEV 201412h26

A Prefeitura de Bertioga, sob a coordenação da Secretaria de Saúde, em parceria com a Diretoria de Abastecimento iniciou, há três semanas, um serviço que visa beneficiar mais de 900 ambulantes da Cidade, que estão renovando suas licenças. Todos são encaminhados para exames médicos, que nesta ação tem novo caráter - o de prevenir doenças e detectar problemas de saúde, que podem ser sanados com tratamento.

Segundo explica o sanitarista Aluísio Bichir, da Vigilância Epidemiológica e responsável pelos pedidos de exames dos ambulantes, encaminhados pela Diretoria de Abastecimento, são solicitados um hemograma completo e duas amostras de fezes, a fim de que sejam detectadas ou não, doenças como anemia, diabetes, verminose entre outras enfermidades.

“No consultório, aferimos a pressão arterial e o peso do paciente e, em caso de obesidade, hipertensão grave, colesterol alto, diabetes e outras enfermidades, fazemos o encaminhamento a especialistas (cardiologista, endocrinologista, nutricionista) para que seja iniciado um tratamento”, explica o sanitarista, lembrando que a média de atendimento diário é de cerca de 50 pessoas.

O atendimento é realizado três vezes na semana, às segundas-feiras, o dia inteiro, e terças e quartas-feiras de manhã, na Vigilância Epidemiológica (Avenida Anchieta, 1103 – Vila Tamoios), em frente à Garagem Municipal, onde o ambulante retira o pedido de exames e apresenta o resultado ao médico conforme agendamento no local.

Todos são encaminhados para exames médicos para prevenir doenças e detectar problemas de saúde (Foto: Divulgação)

Para o diretor de Abastecimento, Odivaldo Nogueira Filho, o exame é obrigatório, mas neste ano a Prefeitura reforçou o serviço para que todos fiquem em dia com sua saúde e possam prestar um serviço de qualidade aos consumidores.

“Desde 2013 vimos implantando o ‘Selo Ambulante Nota 10’, que estabelece que, todo permissionário, cumpridor da legislação que rege o comércio ambulante, como normas de higiene, uso do uniforme e luvas, por exemplo, recebe um selo de aprovação, que leva o nome do projeto. Porém, na minha visão, se o comerciante cumprir todos esses quesitos e não tiver saúde, não há Ambulante Nota 10”, ressalta o diretor.

Para tanto, funcionários da Diretoria de Abastecimento estão orientando esse segmento do comércio sobre a importância de fazer os exames, não só para constar como exigência para renovar licença, mas sim para prevenir doenças e tratar outras já adquiridas.