Serviço de Internação tem nova sede inaugurada

Cerimônia foi realizada na última sexta-feira (23). Serviço é responsável pelos cuidados de 319 pacientes atualmente

Comentar
Compartilhar
27 NOV 2018Por Da Reportagem17h01
Prefeito Wálter Suman durante a cerimôniaPrefeito Wálter Suman durante a cerimôniaFoto: Divulgação/PMG

"Atendimento domiciliar não é só bater na porta do paciente. Demanda uma série de cuidados. Nessa gestão, por exemplo, temos dois almoxarifados. E, com isso, temos dieta enteral para dar a nossos pacientes. O bom uso das verbas nos permite isso. E quem olha para isso? Quem tem coração".

A frase é de Tânia Cristina dos Santos Justino,  coordenadora do Serviço de Internação e Assistência Domiciliar (Siad), cuja sede foi inaugurada oficialmente na última sexta-feira (23). O equipamento fica na Rua Buenos Aires, 226, Vila Maia/Centro.

Responsável pelos cuidados de 319 pacientes atualmente, o serviço, oferecido Secretaria Municipal de Saúde, agora conta com instalações confortáveis e adequadas.

Ao falar sobre internação domicilar, o prefeito Válter Suman se emociona. Afinal, teve mais de uma década de sua vida dedicada ao serviço, na época chamado de Programa de Internação Domiciliar (PID), que ele idealizou e coordenou no Município.

"Na época, 1999, era diretor técnico do Hospital Santo Amaro e procurava uma alternativa para a desospitalização. Foram quase 13 anos visitando essas famílias e presenciando realidades terríveis. Não tem como não se indignar vendo aquilo, e essa foi uma das razões que me fizeram entrar para a política", relembrou o prefeito durante a inauguração do espaço.

O Siad possui hoje um total de 30 funcionários, entre médicos (clínicos gerais); enfermeiros, técnicos de enfermagem, odontólogo, nutricionista, assistente social e fisioterapeuta.

A nova sede tem seis salas, o que inclui as de atendimento em assistência social e nutrição, administrativo, de enfermagem, entre outros. Emendas parlamentares municipais, estaduais e federais auxiliaram o Município na aquisição de ar condicionado, frigobar, geladeira, insumos e equipamentos, como por exemplo, a autoclave.

Agora, o almoxarifado está em local separado da área da dieta. O equipamento conta com uma recepção mais acolhedora e ampla, e entre as novidades está a criação das salas de esterilização – já que antes a equipe precisava se deslocar até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Enseada para esterilizar os instrumentos utilizados – e a sala de doação, um espaço para reunir uma série de materiais a serem entregues ao pacientes.

Desde o ano passado, a Prefeitura promoveu uma série de benfeitorias no Siad, como melhor estrutura ao cuidador, aquisição da dieta enteral (espécie de suplemento em pó) e insumos para curativos.

Até o dia 26 de outubro, o Siad funcionava na mesma rua, mas no número 190, onde permaneceu por um ano. Era um local improvisado e não atendia as reais necessidades do serviço.

"Atendíamos em uma espécie de garagem, com difícil acesso, inclusive, no atendimento de assistência social", afirma Tânia. Antes disso, a equipe atuava na Avenida São João, em Vicente de Carvalho, também em um local sem estrutura adequada.