Série da Globoplay seleciona figurantes hoje em Cubatão

Seriado 'Aruanas' será gravado no Município no ano que vem

Comentar
Compartilhar
31 OUT 2019Por Estadão Conteúdo08h00
Os interessados podem se inscrever na sala 2 do Centro Multimídia do Parque AnilinasFoto: Divulgação/PMC

A cidade de Cubatão será a principal arena dramática da 2ª temporada da série Aruanas da Globoplay. A previsão é de que as gravações aconteçam de quatro a seis semanas, entre os meses de janeiro e março de 2020 em mais de 50 pontos diferentes do município. A produção é uma ficção que ficará disponível somente para assinantes Globoplay, da Rede Globo e conta com nomes como Taís Araújo, Leandra Leal e Débora Falabella.

Para contar essa história, a produtora audiovisual que coordena os trabalhos quer a participação da comunidade. Para isso, realiza uma seleção de figurantes nesta quinta-feira (31) das 10h às 14h. Os interessados podem se inscrever na sala 2 do Centro Multimídia do Parque Anilinas (Av. Nove de Abril, s/nº). Neste momento, a chamada de figuração é para crianças e adolescentes com idades entre 5 e 16 anos com todos os perfis, e um bebê de 3 ou 4 meses. A seleção será de responsabilidade da produção da série.

"A gravação dessa série é uma grande oportunidade para economia local. Estima-se que pelo menos 70 pessoas entre atores e produção participem da empreitada, injetando pelo menos R$ 2 milhões na cidade, seja em hotéis, comércios, segurança, lavanderias. Este é um exemplo incrível de como a economia criativa pode acrescentar a um município", comemorou o prefeito Ademário Oliveira.

A secretária municipal de Cultura, Vanessa Toledo, destaca que a história da série é uma ficção e não um documentário, não pretende retratar a cidade de Cubatão.

"É muito interessante saber que Cubatão está na rota de cidades que podem servir de palco para produções tão grandiosas como essa, que ficou disponível até fora do País. Nossa cidade, por ter essa luta vencida a favor do Meio Ambiente, tem tudo a ver com a temática que é despertar para o cuidado com a natureza. E a participação da comunidade será muito interessante nesse processo", afirma Toledo.