Semana Santa: Caminhão do Peixe traz a melhor opção de preços

O projeto “Peixe nos bairros” teve um reforço de 50% em seu estoque

Comentar
Compartilhar
31 MAR 201510h15

O Caminhão Feira do Peixe, equipamento que leva pescado a custo mais acessível à população de dez bairros de Guarujá, é a melhor opção de preços para a Semana Santa. Com alternativas mais baratas do que nos supermercados e peixarias, o veículo abriga o projeto “Peixe nos bairros”, que iniciou suas atividades de forma experimental há quatro anos na Cidade e, desde 2012, consolidou-se e caiu no gosto da população.

O projeto é um dos mais populares do Município. E na Semana Santa, com a tradição católica de não comer carne vermelha na Sexta-feira da Paixão, a procura pelo consumo de peixe é maior. A ação provoca, de forma geral, um pequeno aumento no valor do produto no comércio, mas no Caminhão Feira do Peixe os preços são mantidos, já que se trata de uma iniciativa de economia solidária, mantida pela parceria entre a Prefeitura de Guarujá, Governo Federal e Associação de Cooperação Pérolas do Guarujá (Acoopeg).

Por conta disso, na Semana Santa o projeto “Peixe nos bairros” teve um reforço de 50% em seu estoque. E a tabela de preços continua seguindo o mesmo padrão. Um exemplo é o valor do quilo da corvina. Enquanto no mercado formal custa em média R$ 15, no Caminhão do Peixe pode ser encontrado R$ 10.

No Governo Municipal, o projeto é desenvolvido pela parceria das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e Portuário e de Desenvolvimento e Assistência Social. De acordo com o diretor de Economia Solidária, Pesca e Aquicultura da Prefeitura, Ricardo Louzada o reforço de 50% no estoque “atendeu uma expectativa da Semana Santa, consolidando a aceitação do público. Teremos ainda degustação das receitas com peixe nesta quarta-feira (1), na Vila Áurea”, comentou.

Já a integrante da Acoopeg, que é uma das fundadoras e idealizadoras do grupo, Maria Lúcia da Silva, pontuou as vantagens do consumidor ao comprar no Caminhão do Peixe. Ela compõe o grupo de cinco trabalhadores da Associação. “Todo ano o caminhão é um sucesso na Semana Santa e estamos aqui para servir a população com quantidade, qualidade e frescor dos nossos produtos, sempre fazendo um bom trabalho”, ressaltou.

População garante mesa farta e economia na Semana Santa

Na tarde de segunda-feira (30), o projeto “Peixe nos bairros” estava na Praça 14 Bis, no coração de Vicente de Carvalho. No local, Edileuza do Carmo dos Santos, que é cliente de carteirinha do Caminhão do Peixe, aguardava na fila para comprar corvina. “Minha mãe sempre vem aqui e eu também. Para a Semana Santa é bom porque tem gente que pode comprar peixe caro, mas muita gente da periferia não pode e, vindo no caminhão, consegue pagar e 'passa' a Semana Santa da mesma forma”, considerou.

Já a sorveteira Francisca Inácio dos Reis, moradora da Pedreira, estava no centro de Vicente de Carvalho e aproveitou a oportunidade para ir ao local. “Passei aqui, vi o caminhão e resolvi comprar. Vou levar sardinha e roncador. Já tinha ouvido falar desse caminhão e vi no jornal, mas é a primeira vez que compro. Na peixaria, com R$ 20, não consigo comprar a quantidade que levo aqui”, comparou.

Quem saiu na vantagem foi a família do motorista Keuber Santos, que veio com a esposa Cláudia Lima dos Santos e a sogra Dauzira Lima dos Santos até Vicente de Carvalho e resolveu levar 15 quilos de peixe para Bertioga. Nas sacolas, carregavam sardinha, corvina e mistura. “Já é a segunda vez que venho comprar aqui. E para a Semana Santa foi ótimo, excelente, porque por esse valor todos podem comprar, é bem acessível. Em Bertioga não tem esse caminhão e nem esse preço.

Programação

Nesta terça-feira (31), o Caminhão Feira do Peixe estará no cruzamento da Rua Guilherme Guinle com a Rua Castro Alves – Prainha, a partir das 9 horas. Já às 14 horas, o veículo chega à esquina da Avenida Tancredo Neves com a Avenida Lydio Martins Correa – Vila Zilda.

A Alameda Dracena, 513, em frente ao Centro de Atividades Educacionais e Comunitárias (Caec) Dante Sinópoli, na Vila Áurea, será o próximo ponto do serviço, na quarta-feira (1), a partir das 7 horas. Já na quinta-feira (2), às 9 horas, o projeto estará no cruzamento da Avenida Manoel Albino com a Rua Carlos Nehring – Santa Rosa.

Na próxima semana o Caminhão atende os bairros Jardim Boa Esperança (06 de abril, 14 horas); Jardim Progresso (07 de abril, 9 horas); Pae Cará (7 de abril, 14 horas); Morrinhos (08 de abril, 9 horas) e Jardim Conceiçãozinha (09 de abril, 9 horas).

Confira a tabela de preços:

Pescado Preço por quilo

Mistura R$ 3

Perna-de-moça R$ 4

Roncador R$ 4

Sardinha R$ 4

Bagre R$ 6

Carapau R$ 8

Pescada/Goete R$ 8

Tilápia R$ 8

Corvina R$ 10

Receita da semana: Bagre ensopado

Ingredientes: um quilo de bagre, limão, sal, pimenta do reino, 2 colheres (sopa) de margarina, 3 cebolas picadas, 6 tomates sem pele picados, 2 dentes de alho e farinha de mandioca.

Modo de preparo: Limpe o bagre e tempere com limão sal e pimenta do reino. Deixe por uma hora no tempero e, posteriormente, corte em pedaços reservando a cabeça para o pirão. Refogue em margarina a cebola, o alho e os tomates, e acrescente as postas de bagre refogando-as por três minutos. Ponha água, tampe a panela e deixe cozinhar. À parte, corte a cabeça e refogue com um pouco do refogado do peixe e faça o pirão com a farinha mandioca, acrescentando água aos poucos até conseguir o ponto desejado.