Sem ser oficializado, futuro presidente já faz reunião na Codesp

Por meio de um e-mail, Casemiro Tércio dos Reis Lima Carvalho convocou funcionários e pediu informações sigilosas de todos os setores da empresa

Comentar
Compartilhar
18 JAN 2019Por Glauco Braga08h40
Casemiro Tércio não teve seu nome publicado no DOU e nem foi homologado pelo Conselho de Administração da CodespCasemiro Tércio não teve seu nome publicado no DOU e nem foi homologado pelo Conselho de Administração da CodespFoto: Nair Bueno/DL

O provável presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo, Casemiro Tércio dos Reis Lima Carvalho, nem assumiu a cadeira na nova diretoria da estatal e já mostrou quem manda na casa. De acordo com reportagem de Bruno Merlin, do site www.portogente.com.br, Carvalho, por meio da assessora da presidência, Renata Paim, convocou gerentes e superintendentes da Codesp para uma reunião ontem onde seriam apresentados detalhes dos setores da empresa, ou seja, relatórios da situação atual, em ­powepoint.

O que chama a atenção é Carvalho está extrapolando seus poderes, pois sua nomeação ainda não publicada no Diário Oficial da União (DOU) e seu nome não foi aprovado pelo Conselho de Administração (Consad) da empresa. Duas exigências para que Carvalho possa assumir a presidência. Na segunda-feira, o Consad reúne-se, mas a homologação do nome de Carvalho não consta na pauta do órgão.

O Diário do Litoral confirmou que Carvalho estava na sede da Codesp e fez a reunião com os seis subalternos. Indagada sobre a postura do executivo, a Codesp respondeu: ”O presidente indicado pelo Ministério da Infraestrutura, Casemiro Tércio Carvalho, para a Codesp, ainda não foi nomeado. A posse continua dependendo de trâmites legais do Ministério. Ainda não há previsão para a nomeação. Enquanto isso, está substituindo o diretor-presidente o diretor de Relações com o Mercado e Comunidade (Direm), José Alfredo de Albuquerque e Silva”.

Informações sobre o processo de transição de cargo devem ser solicitadas ao Ministério da Infraestrutura.  Informações sobre trocas de diretoria serão comunicadas após as oficializações. Não respondemos pelo Consad”.      

Oficialmente, Carvalho não foi visto na sede da Codesp, mas ele fez a reunião em uma sala próxima da presidência, que deve ser ocupada por ele no futuro. Não foi permitida a entrada na reunião para fotografias.

Os gerentes e superintendentes que não foram convocadas devem entregar seus relatórios nesta sexta-feira, até as 14 horas. Carvalho solicitou ainda um currículo com foto de todos os funcionários envolvidos.

Indagada, sobre a reunião, a obtenção de informações sigilosas e uso do espaço da Codesp para a reunião, a assessoria de imprensa do Ministério da Infraestrutra foi evasivo: “A indicação do ministério da Infraestrutura para a presidência da Codesp já foi aprovada pelo Comitê de Elegibilidade da Companhia, cumprindo o que prega a Lei Federal 13.303. A reunião com a equipe de transição está sendo coordenada pelo diretor-presidente interino, José Alfredo de Albuquerque e Silva. O objetivo é ambientar a equipe para a nova gestão evitando descontinuidade na administração do principal porto do país”.