Sem reajuste, rodoviários podem parar em 3 cidades

Sindicato dos Rodoviários pressiona aumento salarial

Comentar
Compartilhar
28 JAN 201322h18

Rodoviários do transporte coletivo de Guarujá e Bertioga e do transporte seletivo de Santos poderão deflagrar greve no próximo dia 13 de julho. A paralisação foi decidida em assembleias como instrumento para pressionar às empresas Translitoral (opera em Guarujá) Viação Bertioga (Bertioga) e Guaiúba Transportes (Santos) a repassarem os reajustes salariais dos trabalhadores, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Santos e Região.

De acordo com o sindicato, a Translitoral ofereceu proposta de reajuste salarial de 6%, a Viação Bertioga, 7% e a Guaiúba Transportes, 6%. Os trabalhadores aguardarão o pagamento, no quinto dia útil de julho (6), para verificar se os índices foram aplicados aos salários e benefícios como vale-refeição e cesta básica.

Se a folha vier sem a reposição retroativa de maio e sem os reajustes aprovados na primeira quinzena de junho, o sindicato fará três assembléias consecutivas e decretará oficialmente a greve.

As assembléias estão marcadas para os dias 6, 7 e 8 de julho. Em respeito a Lei de Greve -- n? 7783/1989 --, os editais de paralisação serão publicados na imprensa, com 72 horas de antecedência, no dia 8 (Translitoral), dia 9 (Viação Bertioga) e dia 10 (Guaiúba Transportes), anunciando a greve do dia 13.  

Entretanto, segundo a assessoria de imprensa das três empresas, as negociações para os Acordos Coletivos de Trabalho ainda estão em andamento. “Todas as questões envolvendo reajuste salarial ainda estão sendo acordadas, e as empresas Translitoral, Viação Bertioga e Guaiúba Transportes, esperam ter uma definição até o final deste mês”, informou a assessoria de imprensa.

Assembleias

A assembleia para deliberação da proposta patronal para os motoristas da Viação Bertioga foi realizada pelo Sindicato dos Rodoviários na noite da última quarta-feira, na Society  Fliper Esporte Center, na avenida Marginal, 10.413, no Jardim Albatroz II. Além do percentual de reajuste de salários, também foi abordado o plano de saúde da categoria.

Hoje será a vez dos empregados rodoviários da Guaiúba Transportes discutirem a proposta patronal para o acordo coletivo de trabalho, a partir das 20 horas, na Rua Frei Gaspar, 2.701, no Beira Mar, em São Vicente.

A assembleia para os rodoviários da Translitoral ocorreu na última sexta-feira, na sub-sede do sindicato, em Guarujá, na Rua Rolando Paiva, 46, bairro Santa Maria.