Seis pessoas ficam feridas e duas são presas durante manifestação em Santos

Confronto entre estivadores e policiais aconteteceu em frente ao Terminal Brasil Portuário, na Alemoa

Comentar
Compartilhar
15 MAR 2017Por Da Reportagem13h41
Trabalhadores portuários participaram de manifestação contra a reforma da PrevidênciaTrabalhadores portuários participaram de manifestação contra a reforma da PrevidênciaFoto: Victoria Simonato/DL

Seis pessoas ficaram feridas e duas foram presas durante confronto entre policias do Batalhão de Ações da Policia Militar (BAEP) e trabalhadores portuários que participavam de manifestação contra a reforma da Previdência, na manhã desta quarta-feira (15), em Santos.

Os estivadores bloquearam a via em frente ao terminal da Brasil Terminal Portuário, causando congestionamento. Os policiais foram acionados para liberar a pista e utilizaram bombas de gás, enquanto os trabalhadores respondiam com pedras.

O presidente do Sindicato dos Estivadores de Santos, Rodnei Oliveira da Silva, conversou com o Diário do Litoral. Ele acusa o capitão que comandou a ação de ter iniciado o confronto. Segundo Rodnei, a manifestação ocorria de forma pacífica, quando tiros de borracha começaram a ser disparados pela Polícia Militar.

Por meio de nota, o Comando de Policiamento do Interior (CPI 6), informou que houve a necessidade de uso progressivo da força por intervenção de baixa letalidade para garantir o desbloqueio das vias que foram ocupadas pelos manifestantes e causaram grande congestionamento na via Anchieta.
Ainda segundo a nota, o policiamento foi reforçado para garantir a segurança dos cidadãos e a ordem pública.