Segundo dia de trabalho após a ventania soma 25 árvores removidas em Santos

Para agilizar a remoção, as equipes de poda fracionam as árvores, acomodam o vegetal em um trecho da via para liberá-la ao tráfego de veículos

Comentar
Compartilhar
30 ABR 2019Por Da Reportagem18h24
Munícipe aproveita queda de árvore para praticar BMX em SantosFoto: Divulgação/PMS

Nesta terça-feira (30), a Prefeitura já tinha contabilizado a remoção e corte de 25 árvores derrubadas pela forte ventania que atingiu a Cidade no último domingo (28). Os locais onde ocorrem os serviços são escolhidos conforme a prioridade indicada pela obstrução de vias, bloqueio de acesso de moradores ou porque caíram em cima de veículos.

Para agilizar a remoção, as equipes de poda fracionam as árvores, acomodam o vegetal em um trecho da via para liberá-la ao tráfego de veículos e seguem o mais rápido possível para o próximo endereço.

Segundo o coordenador de Paisagismo da Secretaria de Serviços Públicos, Flavio Morgado, responsável pela organização dos trabalhos, 25 profissionais atuam em três frentes desde 7h da manhã, principalmente na Zona Leste, onde 80% das quedas foram registradas. "Pedimos que a população tenha um pouco mais de paciência, pois estamos finalizando as remoções de urgência. Tudo deve estar normalizado na próxima semana", explica.

Na segunda-feira (29), o serviço precisou ser estendido até 21h para atender às necessidades de reorganização do trânsito, proporcionar acesso de munícipes aos locais de interesse e agilizar a religação de serviços de energia e de água.

Feriado

Os serviços continuarão a ser executados normalmente nesta quarta-feira (1º de Maio), feriado do Dia do Trabalhador. Na sequência, estão as ruas Paraguaçu (Boqueirão), Praça BNH (Aparecida), confluência da Oswaldo Cruz e Torres Homem, confluência da Barão de Cotegipe e Liberdade, Torres Homem (Boqueirão), Praça Rubens Ferreira Martins (Embaré), Rua Lacerda Franco (Aparecida), confluência da Princesa Isabel e Joaquim Távora (Vila Belmiro), Cemitério da Filosofia (Saboó), Amazonas (Campo Grande), Oswaldo Cóchrane (Aparecida), confluência da Washington Luís e Guedes Coelho (Encruzilhada), confluência da Ministro Xavier Toledo e Gonçalves Lêdo (Campo Grande), Av. Pinheiro Machado (Marapé), confluência da Estados Unidos da Venezuela e Henrique Soler (Ponta da Praia), confluência da 7 de Setembro e Conselheiro Nébias (Vila Nova), confluência da Siqueira Campos e Torres Homem (Embaré), Padre Gastão de Moraes (Macuco) e Jovino de Melo (Bom Retiro).

As vias atendidas entre segunda e terça-feira foram: Pio XII (Saboó), Praça Nossa Senhora Aparecida (Aparecida), Rodrigues Alves (Encruzilhada), Siqueira Campos, confluência da Frei Francisco Sampaio e Álvaro Alvim (Embaré), Vahia de Abreu (Boqueirão), Guaiaó (Aparecida), Pernambuco (Gonzaga), Oswaldo Cóchrane (Aparecida), confluência da André Vidal de Negreiros e Amaral Gurgel (Ponta da Praia), Campos Melo (Macuco), Aristóteles de Menezes (Ponta da Praia), Manoel Dias Marcelino (Encruzilhada), Nabuco de Araújo (Embaré), Pérsio de Queiroz Filho (Encruzilhada) Almirante Ernesto Melo Jr (Aparecida), confluência da Pará e Augusto Paulino (Campo Grande), Álvaro Guião (Campo Grande), Rua Júlio Conceição (Vila Mathias) e Rua Amélia Leutchemberg (Ponta da Praia).

Colunas

Contraponto