Secretário-geral da ONU está preocupado com situação da Venezuela

Ban Ki-moon disse que está ciente da disposição do governo venezuelano de fazer uma investigação profunda sobre os recentes acontecimentos

Comentar
Compartilhar
26 FEV 201519h44

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon expressou hoje (26) sua preocupação com os novos incidentes de violência e morte na Venezuela. Por meio de um comunicado lido por seu porta-voz, Ban Ki-moon disse que está ciente da disposição do governo venezuelano de fazer uma investigação profunda sobre os acontecimentos, entre eles a morte a tiros, por um policial, de um estudante de 14 anos, durante manifestação contra o governo de Nicolás Maduro.

Stephan Dujarric, porta-voz do secretário-geral da ONU, disse que Ban Ki-moon soube do apelo feito em 20 de fevereiro pelo secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) para a construção de um espaço de diálogo no país.

“O secretário-geral respalda os esforços do secretário-geral da União das Nações Sul-Americanas [Unasul] de relançar o diálogo iniciado em abril de 2014 entre o governo e membros da oposição com apoio da Unasul e a Santa Fé para ajudar o país a superar seus desafios e garantir os direitos humanos de todos os venezuelanos”, disse o porta-voz, acrescentando que Ban Ki-moon  saúda a visita à Venezuela de uma delegação de chanceleres da Unasul, composta pelos chanceleres de Brasil, Colômbia e Equador.